PUBLICIDADE

Topo

PlayStation 4, Xbox 720? Veja tudo o que sabemos sobre os consoles da nova geração

Rodrigo Guerra

Do UOL, em São Paulo

24/12/2012 10h09

É inevitável. A cada dia que passa, são divulgadas notícias sobre os sucessores do PlayStation 3 e Xbox 360, empresas que estão contratando profissionais para a próxima geração de consoles e similares.

Há quem diga que ainda é cedo, porém é inegável que a tecnologia das máquinas que estão no centro da sala de estar dos jogadores já está ultrapassada por computadores de ponta – algo que não acontecia há 2 ou 3 anos. Quer queira, quer não, o certo é que em breve veremos novos videogames.

Começam os rumores

Os primeiros sinais do surgimento de novos videogames aconteceram em março de 2011, quando o site americano GameSpot divulgou que a Microsoft procurava profissionais para uma área "responsável pela definição e criação de uma próxima geração de console, desde o seu conceito até a sua implementação".

O PC É A NOVA GERAÇÃO

  • Divulgação

    Os jogos estão ficando cada vez mais belos nos computadores. "Need for Speed: Most Wanted", por exemplo, roda muito melhor nos computadores de ponta do que nos consoles, com níveis de detalhes que seriam impraticáveis no X360 ou PS3, como os efeitos de luz das colisões.

Em maio do mesmo ano foi a vez de Masaru Kato, executivo financeiro da Sony, abrir a boca e dizer que a empresa já trabalhava em um sucessor do PlayStation 3. Claro que isso causou uma saia justa na companhia, pois, poucos meses antes, Kaz Hirai, que à época era presidente da divisão PlayStation, tinha dito que a empresa não tinha nem começado a pensar no sucesso do console.

Esse foi apenas o início, pois muitos veículos especializados especularam que os novos videogames chegariam em 2012. Não fosse o bastante, produtores de jogos de franquias famosas, como “Crysis 2”, chegaram a dizer que a Microsoft apresentaria o sucessor do Xbox 360 na E3 2012 – algo que, de fato, não aconteceu.

As primeiras evidências

Conforme os meses passaram, novos rumores surgiram, como codinomes dos consoles usados internamente pelas empresas: Orbis para o PS4 e Durango para o Xbox 720, que foi confirmado ‘sem querer’ por um designer da Crytek

O que parece ser unanimidade é que as duas plataformas adotarão estratégias semelhantes e vão colocar para download em suas lojas virtuais os títulos lançados também em mídia física – algo que já acontece hoje em dia. Houve até mesmo um rumor que dizia que o Durango não teria mídia física, o que colocaria a plataforma em maus lençóis – afinal, lojas especializadas poderiam se negar a colocar o videogame em suas prateleiras, já que não conseguiriam vender games usados.

Como alternativa, há outros boatos que dizem que o novo videogame da Microsoft vai sim utilizar discos e eles serão Blu-ray, padrão adotado pela indústria cinematográfica e que está presente no PS3. Com isso o aparelho vai poder rodar filmes e, assim, diminuir a quantidade de aparelhos na sala de estar.

  • Reprodução

    Segundo documentos vazados, o novo Xbox pode ter Blu-ray e óculos de realidade aumentada

Do que será capaz a próxima geração?

Já que não é possível fugir, o que estes novos consoles seriam capazes de fazer? Gráficos mais bonitos – muito mais bonitos ainda do que o PC faz hoje em dia. O primeiro passo foi dado pela Epic Games e a Square Enix, que mostraram durante a E3 2012 seus novos motores gráficos, o Unreal Engine 4 e o Luminous Engine, respectivamente.

WII U NA DISPUTA?

  • O videogame da Nintendo não terá “poder de fogo” para disputar diretamente com os substitutos do Xbox 360 e PlayStation 4 - e quem disse isso foi o próprio presidente da Nintendo, Satoru Iwata. Segundo ele, o Wii U foi desenvolvido para o público hardcore, mas não com foco em gráficos ultrapoderosos, mas sim na facilidade de portabilidade de jogos para a plataforma. Se essa estratégia vai dar certo, só o tempo dirá.

O motor Luminous deu vida à demonstração “Agni’s Philosophy”, com imagens em tempo real que, pelos padrões de hoje, só seriam possíveis caso fossem pré-renderizadas. O trecho demonstra algo que seria um "Final Fantasy" da próxima geração. Já a nova ferramenta da Epic é capaz de editar em tempo real efeitos de iluminação e partículas muito complexos para serem feitos nos consoles atuais.

Para fazer essas imagens, será necessário um belo upgrade no hardware dos consoles atuais. Há rumores que ambas as empresas usarão chips da AMD.

Desenvolvedores que dizem ter recebido os kits de desenvolvimento do 'PS4' dizem que o processador interno do console será um AMD A10 modificado e algo entre 8 e 16 GB de memória RAM.

Já para o sucessor do X360 os rumores dizem que o console vai usar um processador da AMD que tem o codinome “Oban”. Em ambos, a peça será uma APU, ou seja, uma peça que combina processador e placa gráfica em um só chip.

Isso não significa que os consoles deixarão de ter uma placa dedicada aos gráficos. Rumores apontam que o Xbox 720 vai ter uma versão equivalente à Radeon HD 6670, já o PlayStation 4 viria equipado com uma GPU similar à Radeon HD 7670.

Se isso se confirmar, os dois aparelhos precisarão ter bastante RAM para rodar jogos com a qualidade similar aos PCs atuais. No mínimo, este é um dos requerimentos para o motor gráfico da Square-Enix: Takeshi Nozue, diretor criativo da Square Enix, disse que as novas máquinas precisam de muita memória, item que, segundo ele, é mais importante do que uma placa de vídeo robusta.

VEJA A DEMONSTRAÇÂO "AGNI'S PHILOSOPHY"

  •  

Indo além dos gráficos

Mas beleza não põe mesa e será necessário justificar um novo videogame com mais recursos do que apenas “gráficos mais bonitos”. Segundo um documento vazado, a Microsoft tem planos de lançar seu sucessor com uma nova versão do Kinect e até óculos de realidade aumentada. Mas é bom lembrar que nada disso é fato confirmado, afinal, o documento vazado é datado de 2010 e de lá para cá muita coisa pode ter mudado.

A Sony, por outro lado, também tem algumas cartas na manga. Em julho foi anunciado que a gigante japonesa comprou a Gaikai, uma das empresas pioneiras na tecnologia de streaming de jogos. Muitos especialistas afirmam que esta tecnologia estará presente no sucessor do PS3, o que pode ser uma arma da Sony para justificar um videogame mais potente, garantindo acesso a uma enorme biblioteca de jogo já em seu lançamento.

Fatos e rumores à parte, em 2013 devemos ter um primeiro vislumbre das novas máquinas de Microsoft e Sony. Qual o potencial gráfico delas e que outras funções eles trarão? Por enquanto, só podemos especular e esperar pelas novidades. Assim, não deixe de comentar no espaço abaixo e dizer como você acha que serão os novos consoles e o que você gostaria de ver neles.

Start