PUBLICIDADE

Topo

Além do Jogo: Relembrando as aberturas clássicas dos beat'em ups

GUILHERME SOLARI

Colaboração para o UOL

29/06/2011 09h31

Ambientadas nas cidades com a maior quantidade de raptos de namorada per capita do mundo

  • Montagem

    O pessoal dos brawlers sempre pronto para uma boa briga

O beat’em ups ou brawlers são aqueles jogos nos quais se sai por aí batendo em multidões de inimigos. O lançamento de "Double Dragon" em 1987 iniciou uma verdadeira enxurrada de títulos desse gênero pelos fliperamas, alguns com ambientação de fantasia ("Golden Axe"), futurista ("Captain Commando") ou franqueada ("Teenage Mutant Ninja Turtles").

Eu adoro o gênero em todas as suas formas, mas se você quer provar do mais puro suco do beat'em up você precisa mesmo estar andando pelas ruas da cidade esmurrando milhares de bandidos que raptaram sua namorada, filha ou enteada; ou porque são de uma gangue rival para você provar que a sua é melhor.

Criar uma boa introdução de beat'em up é uma arte. É preciso na menor quantidade de palavras e segundos dar ao jogador uma justificativa para sair pelas ruas batendo em todo mundo que aparecer pela frente. Homenageemos os bons e velhos jogos pancadaria relembrando algumas das histórias mais marcantes desse gênero lembrado por tudo menos pelas histórias.

 

A coluna opinativa Além do Jogo trata do impacto dos videogames no chamado mundo real. Publicada às quartas-feiras no UOL Jogos.