PUBLICIDADE
Topo

Após anos na gaveta, pintura de Tintim pode alcançar 2 milhões de euros em leilão

A pintura é obra do ilustrador belga Georges Remi, mais conhecido por Hergé, criador dos quadrinhos de Tintim - REUTERS/Noemie Olive
A pintura é obra do ilustrador belga Georges Remi, mais conhecido por Hergé, criador dos quadrinhos de Tintim Imagem: REUTERS/Noemie Olive

Lea Guedj

Da Reuters, em Paris

13/01/2021 17h41

Uma pintura do herói dos quadrinhos Tintim, que por anos foi mantida dobrada em uma gaveta, será colocada à venda em uma casa de leilões em Paris na quinta-feira, com um preço de venda estimado em mais de 2 milhões de euros.

A pintura é obra do ilustrador belga Georges Remi, mais conhecido por Hergé, criador dos quadrinhos de Tintim. Ele morreu em 1983.

Hergé submeteu a pintura para seu editor como uma proposta de capa para o álbum de Tintin anterior à Segunda Guerra Mundial, "O Lótus Azul", de acordo com a casa de leilões Artcurial.

Mas o editor de Hergé rejeitou a pintura, alegando que as cores escolhidas tornariam sua impressão muito cara.

Uma imagem diferente de Hergé foi usada para a capa, e o ilustrador deu a imagem rejeitada de presente para Jean-Louis Casterman, herdeiro da editora que publicou os livros de Tintim.

A pintura foi mantida por Casterman dobrada em uma gaveta. Até sua morte, ele recusou ofertas para vender a obra, dizendo que a valorizava como um presente de Hergé, de acordo com Eric Leroy, especialista em quadrinhos da Artcurial.

A obra nunca foi colocada à venda, disse Leroy. A estimativa para o leilão está entre 2,2 milhões de euros e 2,8 milhões de euros.

A imagem mostra o jovem repórter intrépido Tintim, em trajes orientais, e seu cachorro Snowy escondidos em um vaso para fugir de um dragão vermelho.

A pintura ainda traz as marcas onde foi dobrada.