Conteúdo publicado há 9 meses

Repórter da Globo desabafa após homem tentar beijá-la ao vivo: 'Horrível'

A repórter Bianca Chaboudet foi vítima de assédio de um homem, nesta segunda-feira (2), durante entrada ao vivo para o RJ2, pela InterTV, afiliada da Globo, no Rio de Janeiro.

O que aconteceu?

Enquanto trazia as informações sobre ação contra afogamentos em Maricá, a jornalista foi surpreendida por um homem que tentou beijar seu rosto.

Ela conseguiu empurrar o homem com o braço esquerdo para evitar o beijo sem seu consentimento. Assim, ela seguiu ao vivo pela afiliada da Globo explicando o trabalho da Defesa Civil nas praias.

Horas depois, Bianca Chaboudet publicou um vídeo do ocorrido nas redes sociais e relatou que a situação lhe trouxe uma "sensação horrível".

Hoje passei pela primeira vez por esse tipo de situação. Estava em uma praça, comércio funcionando, ao vivo e uma pessoa aleatória passou e tentou me dar um beijo no rosto. "Ah, mas foi no rosto." Só eu sei o quanto me desestabilizou pra continuar a notícia. Minhas pernas ficaram bambas. Ele ainda parou atrás do meu equipamento e falou mais algumas coisas que não consegui ouvir por ter continuado a notícia. Foi uma sensação horrível. Bianca Chaboudet

A repórter também agradeceu as mensagens de carinho e o apoio de amigos e colegas de profissão após o episódio de assédio. "Estou bem! Um pouco assustada ainda, mas bem!", desabafou.

Ela encerrou sua mensagem pedindo para que as pessoas não invadam as entradas ao vivo dos jornalistas. "E aproveito a oportunidade pra dizer que todo tipo de invasão nas entradas ao vivo são muito ruins! Deixa o repórter numa situação de vulnerabilidade, perdido no conteúdo que quer passar pro pessoal que está assistindo", finalizou.

A InterTV, afiliada da Globo, publicou uma nota de repúdio assinada pelo diretor de jornalismo Rolf Danziger. O canal avisou que vai buscar identificar o agressor e deixou uma mensagem de solidariedade para a jornalista.

Continua após a publicidade

"Repudiamos veementemente esse ataque. Este ato covarde não é apenas ultraje contra Bianca, mas uma afronta a todas as mulheres e aos que estão na linha de frente da notícia, buscando trazer informações importantes à nossa sociedade. Nenhum profissional merece ser vítima de agressão enquanto desempenha seu trabalho com dedicação e comprometimento", diz a nota da Inter TV.

A Inter TV tomará todas as medidas cabíveis para garantir que o agressor responda por seu crime perante a lei. Vamos fornecer todas as informações e imagens necessárias para que as devidas providências legais sejam tomadas. Não toleraremos qualquer forma de violência, assédio ou desrespeito. Nossa solidariedade está com a Bianca e com todos os jornalistas que enfrentam desafios diários em nome da informação.
destaca a nota da afiliada da Globo.

Deixe seu comentário

Só para assinantes