PUBLICIDADE
Topo

Titi Müller é assaltada dentro de táxi em SP e faz alerta sobre golpe

Colaboração para Splash, no Rio de Janeiro

05/07/2022 08h32

A apresentadora Titi Müller, de 35 anos, contou que foi assaltada dentro de um táxi enquanto usava o celular perto de sua casa, em São Paulo, na noite de ontem. Um homem em uma bicicleta puxou o aparelho das mãos da apresentadora, que tentou reagir mas foi em vão.

"Fui assaltada aqui nas redondezas da minha casa. Virei estatística. Moro em uma região de São Paulo que eu não sei exatamente qual a estatística de roubo de celular, mas é surreal", disse ela, em Stories publicados em seu Instagram.

No momento do assalto, a apresentadora contou que estava com a janela do carro aberta fazendo um Pix. "Levei um misto de 'peteleco' com tapa e soco. Era um cara em uma bicicleta que estava passando ao lado e eu não desgrudei do telefone, então ele usou força para pegar o meu telefone".

Titi explicou que a reação acabou provocando um pequeno machucado na parte superior da sua boca. "Saiu um pouco de sangue, mas nada grave. Acho que nem vai ficar roxo, dói só quando passa a língua", afirmou.

Após o assalto, ela explicou que já conseguiu resolver todos os problemas gerados pelo roubo do celular. "Não vou ficar lamuriando as minhas perdas até porque tive o privilégio de poder resolver rápido. Fui bem amparada, meu namorado foi comigo até a loja da operadora, resolvi todas as questões de banco", disse ela, que se lamentou com a perda de fotos do filho Benjamin e informações pessoais.

No entanto, ela também fez Stories para alertar os seguidores sobre uma tentativa de golpe que vem sofrendo após o roubo do aparelho. "Estou recebendo uma ligação a cada cinco minutos da Irlanda falando que acharam o meu aparelho conectado a esta linha - que eu já consegui recuperar - e pedindo para digitar o número de desbloqueio de tela para que eu tenha acesso à localização do meu aparelho. Olha o golpe!!!", explicou.

Ela continuou e disse: "São pessoas que estão tentando invadir meu aparelho. Muito provavelmente não vão conseguir, até porque já resolvi tudo com a operadora e fui ao banco", afirmou.

Em seguida, a apresentadora ainda lembrou de registros íntimos que tinham no celular. "Não tem nada muito uau, mas tinham coisas íntimas. Só espero que se vaze, ele vaze coisas de bom gosto. Lembrando do abscesso do meu peito e todos os registros que fiz desse momento glorioso da minha maternidade", brincou ela.

No outro momento, Titi explicou que os vídeos eram mesmo um alerta porque, assim como ela nunca tinha ouvido falar dessa fraude, muitos também podem não conhecer e caem em golpes como esse após roubo do celular.

"Dá um jeito de pegar um número da Irlanda e uma voz robótica ligar e falar: 'Tivemos acesso à localização do seu telefone. Para compartilhar com você, digite a senha de desbloqueio de tela'. A pessoa vai 'no automático', porque a coisa que ela mais quer é recuperar o aparelho, aí digita e perde todo o conteúdo ou tem vazado", disse.

Ao explicar o motivo de ter deixado a janela aberta, a apresentadora contou que preferiu deixar a janela do carro aberta porque a motorista estava sem máscara de proteção e disse que não tinha nenhuma com ela quando Titi perguntou se ela poderia colocar o equipamento de proteção individual. Titi afirmou que se preocupou com a senhora, já que o seu filho está gripado e não queria arriscar infectar a motorista.

"Dá muito medo de entrar no carro, ficar de janela fechada, e pegar um vírus maldito e passar para o nosso filho, principalmente, que está doente. Quem tem criança que não foi vacinada, a pandemia não acabou nem um pouco. A gente que é mãe está 'cagada' de pegar essa merda desse vírus maldito. A gente tem medo de andar de vidro e acontecer uma parada que aconteceu comigo", confessou ela.