PUBLICIDADE
Topo

'Tinha curiosidade, não rancor', diz Linn da Quebrada sobre relação com pai

Linn da Quebrada durante participação no "Saia Justa", do GNT - Reprodução/GNT
Linn da Quebrada durante participação no "Saia Justa", do GNT Imagem: Reprodução/GNT

De Splash, em São Paulo

23/06/2022 00h44

Linn da Quebrada, participante do "BBB 22", comentou sobre a relação com o pai durante a participação no programa "Saia Justa", do GNT. Lino morreu em maio deste ano, confirmou a equipe da artista na época.

Questionada pela apresentadora Astrid Fontenelle, a cantora lembra em quais circunstâncias conheceu Lino e como foi o primeiro contato entre eles.

"A ausência não foi uma questão na minha vida. Sinto que minha mãe foi tão presente, mesmo não estando por perto. Tive infância e adolescência com muito afeto. Não tinha rancor, eu encontrei com ele aos 12 anos na frente de um fórum judicial antes da nossa reaproximação. Eu tinha curiosidade sobre o que ele passou, o que ele viveu, mas não tinha rancor".

Linn reforça que toda a experiência também foi importante para uma aproximação da mãe, com quem só passou a morar durante a adolescência.

"Eu sabia que eram as escolhas (do meu pai). Minha mãe trabalhou na casa de uma advogada, e ofereceram a possibilidade de encontrar o meu pai para o pagamento de pensão. Foi ali que começamos a receber e eu o conheci", completou na sequência.

'Questões constrangedoras'

A cantora levou uma foto ao programa para mostrar como era aos 11 anos, mas optou por não exibir ao vivo. Ela explicou os motivos em conversa com as apresentadoras Sabrina Sato, Astrid Fontenelle, Luana Xavier, e Larissa Luz.

"Roberta Klose passou por muitas entrevistas violentas, em que há um processo que faz a violência se repetir. Isso continua traumático. Revelar a foto de como era uma pessoa trans antes da transição, com um olhar cisgênero, traz questões constrangedoras sobre a transição", explicou.

Linn da Quebrada permitiu a possibilidade de decisão em consenso, pois tenta acreditar que mostrar a foto não a prejudicaria por conta de uma "evolução" na maneira como a sociedade observa as questões LGBTQIAP+.

Sabrina Sato e Larissa Luz afirmaram ser uma questão pessoal. "Eu acho que o mundo mudou, mas a decisão é sua", disse Astrid Fontenelle. "A gente pode dividir lá fora", respondeu Linn na sequência.