PUBLICIDADE
Topo

Viúva de Domingos Montagner diz que ajudar em biografia do ator foi curador

Viúva de Domingos Montagner fala sobre processo de luto - Reprodução/GShow
Viúva de Domingos Montagner fala sobre processo de luto Imagem: Reprodução/GShow

Colaboração para Splash, de Pernambuco

25/05/2022 08h51Atualizada em 25/05/2022 08h51

A atriz Luciana Lima, viúva do ator Domingos Montagner, que morreu afogado em 2016 após um mergulho no Rio São Francisco, contou que ajudar na biografia "Domingos Montagner - O Espetáculo Não Para", prestes a ser lançada, ajudou a curar seu luto.

"Foi um processo, para o meu luto, particularmente curador porque eu o trouxe mais completo para dentro de mim. Busquei um lugar muito especial para colocá-lo e honrar com toda essa história maravilhosa que ele viveu antes de a gente se conhecer, e também depois", disse a atriz em entrevista ao GShow.

Foi um mergulho mais profundo mesmo. Ele sempre foi uma pessoa de guardar coisas, que eu nem tinha acesso. Era muito emotivo nesse lugar de recordar os momentos mais marcantes da vida dele. Luciana Lima

"Ele guardava as medalhas que foi conquistando como jogador da seleção juvenil do Corinthians, carteira de estudante, fotos 3x4, carnês do INSS... Era muito organizado e também gostava de guardar essas memórias. Então foi um universo muito emocionante de mergulhar e descobrir algumas coisas que eu, os meninos e alguns amigos que estavam ao redor, não conheciam", contou Luciana.

Ela falou sobre o processo de seguir em frente após a perda do marido e contou que teve muito ajuda dos 3 filhos, Léo, Dante e Antonio.

Num primeiro momento, você realmente acha que não vai dar conta. Ele era um parceiro incrível, um pai participativo, um marido bastante atuante nas atividades da casa, na criação dos meninos... Hoje, eles super me ajudam. Somos nós quatro para fazer tudo o que fazíamos com ajuda. Luciana Lima

"Aí era um varrendo, o outro passando pano, lavando a louça, aspirando, arrumando o quarto, enfim. Mas eles já estavam maiores. No começo, ficamos muito abalados, sem chão mesmo", completou.

Luciana falou ainda ao GShow sobre Domingos com carinho e saudade.

Se ele fosse uma palavra seria generosidade. Ao longo dessa trajetória de mais de 30 anos em que veio se desenvolvendo como ser humano e artista, fechou seu ciclo como palhaço, e a essência do palhaço é a generosidade. Luciana Lima

"Dessa palavra vem a pessoa positiva que ele sempre foi: amiga, agregadora, alegre, inquieta, inteligente, curiosa, criativa... Domingos era plural até no nome", finalizou.