PUBLICIDADE
Topo

Jornal Nacional faz mea-culpa 24 dias depois por vídeo na guerra: 'Um erro'

William Bonner cita erro no Jornal Nacional e pede desculpas - Reprodução/TV Globo
William Bonner cita erro no Jornal Nacional e pede desculpas Imagem: Reprodução/TV Globo

De Splash, em São Paulo

21/03/2022 20h55Atualizada em 21/03/2022 22h17

O Jornal Nacional fez uma mea-culpa hoje por um erro exibido na edição do telejornal do dia 25 de fevereiro, no início da guerra entre Rússia x Ucrânia. Imagens que circularam na imprensa internacional na época mostravam um tanque atropelando o carro de um civil na Ucrânia.

"No início da invasão, no dia 25 de fevereiro, o Jornal Nacional publicou imagens emblemáticas: um tanque que mudou de rota e esmagou um carro. Na escala da manchete daquela edição, dissemos que um tanque russo cometeu uma covardia brutal. E essa afirmação não tinha base suficientemente solida para ser feita. Foi um erro", disse William Bonner, na edição de hoje, após reportagem sobre o conflito.

"Passados 24 dias, todo o esforço exaustivo da imprensa resultou numa certeza: não é possível afirmar se o tanque estava sendo conduzido por russo ou ucranianos. Por isso, e em respeito ao trabalho correto e dificílimo dos nossos colegas da Globo, é preciso fazer esse esclarecimento, ainda que tardio, com nosso pedido sincero de desculpas. O Jornal Nacional vai estar ainda mais atento em nossas apurações", acrescentou o âncora.

Tanque passou por cima de carro de civil na Ucrânia - Reprodução - Reprodução
Tanque passou por cima de carro de civil na Ucrânia
Imagem: Reprodução

Na cena é possível ouvir sons de tiros e, em seguida, o tanque acelera pela avenida, passando por cima de um carro. Em outra imagem, civis aparecem tentando ajudar a resgatar uma pessoa presa nas ferragens do veículo.

Inicialmente, diversos veículos de imprensa estrangeiros noticiaram o atropelamento como se tivesse sido feito por um tanque russo. No entanto, investigações posteriores mostraram que os elementos disponíveis não permitem afirmar qual é a procedência do veículo.

Checagem feita pelo Observers, do veículo France24, encontrou indicações de que o tanque seria do Exército ucraniano, do modelo Strela-10, que dispara mísseis antiaéreos. O tanque não tem a letra Z que tem caracterizado veículos russos. Havia um confronto direto na região, e é possível que o tanque tenha atropelado o carro ao tentar desviar do fogo cruzado, noticiou o canal francês TF1.

Dois especialistas ouvidos pelo jornal americano USA Today também identificaram o tanque como sendo do modelo Strela-10, mas disseram também que este veículo militar é usado tanto pela Ucrânia, quanto pela Rússia.