PUBLICIDADE
Topo

Youtuber com transtorno de envelhecimento morre aos 15 anos

Adalia Rose ficou conhecida por compartilhar o seu dia-a-dia com a doença de "Benjamin Button" - Reprodução/Instagram
Adalia Rose ficou conhecida por compartilhar o seu dia-a-dia com a doença de "Benjamin Button" Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Splash, em São Paulo

14/01/2022 08h36

Adalia Rose Williams, a youtuber que vivia com a síndrome de Hutchinson-Gilford (HGPS), morreu aos 15 anos. A informação foi confirmada pela família em uma publicação no Instagram de Williams.

"12 de janeiro de 2022, às 19h, Adalia Rose Williams foi libertada deste mundo. Ela entrou em silêncio e saiu em silêncio, mas sua vida estava longe disso. Ela tocou milhões de pessoas e deixou a maior marca em todos que a conheceram. Ela não está mais com dor e agora está dançando ao som de todas as músicas que ama", diz o post.

"Queremos agradecer a todos que a amaram e apoiaram. Obrigado a todos os médicos e enfermeiras que trabalharam por anos para mantê-la saudável. A família agora gostaria de lamentar essa grande perda em particular", concluiu o comunicado.

Williams era conhecida por compartilhar dicas sobre moda, tutoriais de maquiagem e outros assuntos em vídeos do YouTube que mostravam seu dia a dia.

Ela tinha muitos seguidores em todas as suas plataformas de mídia social, com quase três milhões de assinantes no YouTube e mais de 380 mil seguidores no Instagram.

Síndrome de Hutchinson-Gilford (HGPS)

A síndrome de Hutchinson-Gilfort, ou progeria, (do grego geras, "velhice") é extremamente rara, ocorrendo em um de cada oito milhões de nascimentos. Enrugamento da pele, embranquecimento e queda dos cabelos, olhos proeminentes e veias cranianas salientes são algumas das características físicas da doença. As pessoas também costumam sofrer de osteoporose, insuficiências endócrinas e cardíacas.

A idade média alcançada pelas crianças é 13 anos, com expectativa de vida dos pacientes variando entre 8 e 21 anos.