PUBLICIDADE
Topo

Lilian Ribeiro sobre descoberta de câncer: 'Pensei que não ia trabalhar'

Jornalista Lilian Ribeiro, da GloboNews, relembrou diagnóstico de câncer em entrevista à revista - Reprodução/Instagram
Jornalista Lilian Ribeiro, da GloboNews, relembrou diagnóstico de câncer em entrevista à revista Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Splash, de São Paulo

07/12/2021 09h19

A jornalista Lilian Ribeiro, de 37 anos, achou que não poderia mais trabalhar quando descobriu o diagnóstico de câncer de mama. No mês passado, a apresentadora da GloboNews surpreendeu ao aparecer com um lenço na abertura do "Em Pauta" e revelar o tratamento com quimioterapia para a doença.

"Primeiro tive que lidar com o diagnóstico. No início, pensei que não pudesse mais trabalhar. Os médicos me falaram que se o trabalho me fazia bem e o ritmo não era tão estressante, estava tudo bem", relembrou, em entrevista à revista "Quem".

Ao voltar para o trabalho, seu cabelo ainda não tinha caído e ela tentou adiar esse momento com o uso de touca gelada. "Meu cabelo não caiu todo, mas as falhas estavam muito grandes e lidar com aquilo não estava me fazendo bem. Surgiu a questão: 'como vou ao ar assim?'. Eu não estava escondendo nada, meus colegas já sabiam, mas ainda não tinha falado publicamente", disse Lilian.

Ela chegou a comprar e usar uma peruca, porém não conseguiu se adaptar ao acessório. Foi quando surgiu a ideia dos lenços. "Não ia ficar tranquila e relaxada com a peruca. Pensei no lenço, mas tive receio que fosse ser um problema. Levei para a direção a minha ideia e eles me disseram: 'se é assim que você se sente à vontade, vamos em frente'. Decidi, então, explicar de forma direta o meu visual para as pessoas e falar que era um momento difícil, mas que eu estava ali trabalhando", declarou.

Com o aval da direção, Lilian e os figurinistas da Globo pensaram em maneiras diferentes para o uso do lenço — o que tem inspirado até as telespectadoras.

"Abriu uma nova porta estética. As meninas da equipe de figurino fizeram lenços para mim e estamos experimentando amarrações novas. Tenho recebido mensagens de pessoas perguntando sobre a amarração, se é lenço ou turbante", contou a jornalista à revista.

Fora da TV, ela disse que não usa o acessório por causa do calor do Rio de Janeiro, mas fica feliz com a tentativa de normalizar a aparência das pessoas que estão carecas.

Número de seguidores triplicou

Desde que revelou o diagnóstico de câncer de mama, o número de seguidores de Lilian Ribeiro triplicou nas redes sociais. Para ela, a interação e apoio do público tem sido fundamental durante o tratamento.

"O número de seguidores mais que triplicou. Eu nem tenho conseguido responder a todos, mas essa troca me ajuda demais. Às vezes, estou em um momento não tão bom de cansaço, sintomas chatos ou de tristeza e chega uma mensagem, oração ou prece. A pessoa nem tem ideia do impacto que aquelas palavras têm no meu dia", revelou.

Lilian descobriu dois nódulos na mama durante um autoexame no fim de agosto. Na entrevista à Quem, ela disse que não tem intenção de romantizar o tratamento de câncer, mas percebe que inspira outras mulheres ao compartilhar sua vivência.

"Fico feliz por ser referência para outras pessoas, mas tento levar isso de forma leve. Tento não me cobrar demais e não tentar ser a Mulher-Maravilha porque não sou. Mas fico feliz de algumas pessoas que vão começar a quimioterapia verem que talvez não seja tão ruim assim, apesar de ser um período de muito medo e incertezas", destacou.

"Quando fui ao oncologista, achei que não fosse fazer mais nada, que seria um período só de tratamento. Descobri que nem sempre é assim. Não quero romantizar o tratamento. Cada câncer é um câncer e cada um reage de uma forma, mas eu sigo fazendo meus exercícios físicos, que minimizam os sintomas", prosseguiu Lilian.

"Eu digo que eu comecei a me preparar para a guerra que eu nem sabia que ia lutar, porque neste último ano saí do sobrepeso com funcional, um pouco de corrida e treinos de força. Vinha lutando contra o sobrepeso há dez anos e hoje estou dez quilos mais magra."