PUBLICIDADE
Topo

Yasmin Brunet reflete sobre 'romantização familiar': 'Tem que parar'

Yasmin Brunet desabafa sobre caso Henry - Reprodução/Instagram
Yasmin Brunet desabafa sobre caso Henry Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Splash, do Rio de Janeiro

27/10/2021 09h12Atualizada em 27/10/2021 09h24

Yasmin Brunet, 33 anos, demonstrou sua indignação com o caso Henry Borel e publicou um desabafo sobre 'romantização familiar'. A modelo pede para que casos de agressão e abusos parem de passar despercebidos por ser 'coisa de família'.

"Por causa dessa romantização de relacionamentos familiares, crianças morrem na mão dessas 'mães' e elas ainda têm essa carta branca. Ninguém nem ouve a criança. Temos que proteger e não assumir o que é ou não é. Acredite na criança que falar para você que está sofrendo abuso em casa", escreve em uma sequência de Stories.

Ainda marcando a notícia que mostrava Monique e Jairinho à caminho do hospital com o pequeno Henry, já desacordado. "Pessoas com distúrbios sérios também têm filhos. Não esqueçam disso", disse. O desabafo continua e Yasmin aponta a importância de crianças já saberem identificar casos assim. "Inclusive, eu acho que uma das cosias mais importantes a se ensinar nas escolas seria como lidar e reconhecer esses comportamentos em geral nas pessoas. Os distúrbios de personalidade principalmente", reflete.

Por fim, a esposa de Gabriel Medina conscientiza os seguidores sobre casos de agressividade e abusos, de uma forma geral: "São coisas seríssimas que você infelizmente vai acabar lidando na sua vida, seja com parceiros amorosos, amigos, chefes de trabalho etc. Você não tem que aceitar jamais nenhum tipo de abuso ou falta de respeito!", acrescenta.

Yasmin Brunet desabafa - Reprodução: Instagram - Reprodução: Instagram
Imagem: Reprodução: Instagram