PUBLICIDADE
Topo

Fábio de Melo conta porque convidou Ivete para parceria em música

Ivete e Padre Fábio de Melo falam de parceria na música "Retrovisor" - Reprodução/Globo
Ivete e Padre Fábio de Melo falam de parceria na música "Retrovisor" Imagem: Reprodução/Globo

Colaboração para Splash, em Pernambuco

17/10/2021 22h09Atualizada em 17/10/2021 22h11

Em 2018, Padre Fábio de Melo e Ivete Sangalo regravaram a música "Retrovisor", da cantora Deise Jacinto. Agora, os dois se reencontram para filmar o clipe da canção e Fábio contou como surgiu a ideia de ter Ivete como sua parceira na gravação.

"A Ivete não sabe, na época não contei pra ela. Ouvi a música, tive que parar o carro, ouvi várias vezes, e chorei muito. Sabe aquele choro que lava? Choro da catarse? Choro do soluço. Solucei, solucei, solucei. E mais ou menos na décima vez eu comecei a ouvir você (Ivete) cantando", contou Fábio em entrevista com a cantora ao "Fantástico" de hoje.

"Naquele momento, eu pensei: 'Meu Deus, será que um dia eu gravo essa música com a voz da Ivete que eu ouvi?", continuou o padre, que também revelou que, à época, teve crises de síndrome do pânico.

Padre Fábio brincou ainda sobre a "demora" para lançar a canção.

Porque eu não tenho um pingo de juízo. Qual artista do Brasil teria uma música com Ivete Sangalo gravada, sem publicar? Eu tinha muito cuidado em que momento lançar essa música. Não queria fazer de qualquer jeito." Padre Fábio de Melo

Na entrevista, Ivete ressaltou a emoção de gravar a canção enquanto ainda estava grávida de suas gêmeas, Helena e Marina.

Eu gravei essa música com as minhas filhas no meu ventre. Isso tem muita força. Essa ideia tem muita força. Veio a pandemia que nos tirou o chão, agora as coisas estão retomando e a gente pode se encontrar e gravar (o clipe)", contou a cantora baiana.

O clipe da canção traz ainda Grazi Massafera como representante das "perguntas" que a canção traz.

"Ela é uma música que coloca algumas perguntas essenciais na boca da pessoa quando elas cantam", ressaltou Fábio de Melo. "Acho que a boa espiritualidade traz essas perguntas".