PUBLICIDADE
Topo

Tico Santta Cruz diz que já foi convidado por Lula para ser candidato

Tico Santa Cruz contou que foi sondado por Lula para disputar vaga como deputado federal, mas rejeitou - Reprodução/ Instagram
Tico Santa Cruz contou que foi sondado por Lula para disputar vaga como deputado federal, mas rejeitou Imagem: Reprodução/ Instagram

Colaboração para Splash, Alagoas

15/10/2021 18h56

O cantor Tico Santta Cruz, de 44 anos, vocalista da banda de rock Detonautas, revelou que, antes das eleições de 2018, ele foi convidado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para disputar uma vaga no Congresso Nacional como deputado federal pelo PT.

No Twitter, o artista, que há anos se dedica a falar sobre política em seu perfil, contou que, na época em que foi convidado, "muitos petistas estavam mudando de partido e fugindo do front" e que, embora tenha se sentido "honrado" pelo convite, ele recusou pois seu lugar é nos palcos.

"Antes das eleições de 2018 eu fui convidado pelo próprio Lula para vir candidato a deputado federal pelo PT. Nessa época muitos petistas estavam mudando de partido e fugindo do front! Me senti honrado pelo convite, pelo prestígio. Mas meu lugar é onde estou, no palco!", afirmou.

Em seguida, Tico Santta Cruz contou que já se encontrou pessoalmente com o ex-presidente, por quem ele nutre "admiração enorme por sua pessoa e pelo que conseguiu fazer pelo Brasil". O famoso aproveitou para alfinetar a militância petista que o ataca e xinga, mas "não sabe de nada" e "são meros peões desse tabuleiro".

"Sou um homem digno, independente, sei meu lugar! Luto pelo que acredito! Não tenho pretensão política, tenho pretensão na construção como cidadão e artista de um país melhor! E tem muita porrada pela frente! Muita mesmo! Mas eu não vou recuar da minha escolha", escreveu.

Atualmente, Tico Santta Cruz, crítico declarado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), é entusiasta da candidatura do presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE), que disputará o Planalto pelo segundo ano consecutivo.

Recentemente, após o ex-governador ser hostilizado por militantes durante manifestação na Avenida Paulista, em São Paulo, o vocalista do Detonautas cobrou um posicionamento público de Lula.