PUBLICIDADE
Topo

Atriz de 'Minari' agradece 'britânicos esnobes' ao vencer BAFTA

Youn Yuh-Jung venceu o BAFTA de Melhor Atriz Coadjuvante - Reprodução/BAFTA/Twitter
Youn Yuh-Jung venceu o BAFTA de Melhor Atriz Coadjuvante Imagem: Reprodução/BAFTA/Twitter

Colaboração para Splash, em São Paulo

11/04/2021 19h18

Na noite de hoje, Youn Yuh-Jung venceu o BAFTA de Melhor Atriz Coadjuvante por seu emocionante papel em "Minari", filme que tem feito sucesso com público e crítica na atual temporada.

A atriz de 73 anos enfrentou Maria Bakalova ("Borat 2"), Niamh Algar ("Calm With Horses"), Kosar Ali ("Rocks"), Dominique Fishback ("Judas e o Messias Negro") e Ashley Madekwe ("County Lines") na disputa pela estatueta, considerada o Oscar britânico.

Em seu discurso de aceitação, Youn Yuh-Jung demonstrou ter ficado surpresa com o resultado. "Não sei como dizer, estou muito honrada por ter sido indicada - não indicada, sou a vencedora agora", disse ela, causando risos no público que acompanhava a transmissão.

Depois de expressar suas condolências pelo Príncipe Phillip, que morreu na sexta-feira (09), a atriz agradeceu de forma curiosa: "Muito obrigada por este prêmio. Todos os prêmios são significativos, mas este especialmente, um reconhecimento por britânicos (que são) conhecidos como pessoas muito esnobes, e eles me aprovaram como uma boa atriz", afirmou ela, com um sorriso no rosto.

De acordo com a revista "People", depois do anúncio de sua vitória, Youn Yuh-Jung explicou o que quis dizer ao chamar os britânicos de "esnobes". "Sim, vem da minha experiência pessoal, é claro. Visitei a Grã-Bretanha muitas vezes e tive uma bolsa no Cambridge College há 10 anos, como atriz. De alguma forma, (Cambridge) parecia muito esnobe, mas não de um jeito ruim - vocês (britânicos) têm uma longa história", declarou.

"Como mulher asiática, achei que essas pessoas são muito esnobes, esse é o meu sentimento sincero", completou a atriz, que já venceu o SAG (prêmio do sindicato dos atores norte-americanos) no começo do mês e chega com força na reta final do Oscar — ela é a primeira artista sul-coreana indicada em categoria de atuação.