PUBLICIDADE
Topo

Van Damme salva cachorro condenado à morte por uso de passaporte falso

Van Damme salva cachorro Reya, vendido com passaporte falso, da eutanásia - Reprodução/Facebook
Van Damme salva cachorro Reya, vendido com passaporte falso, da eutanásia Imagem: Reprodução/Facebook

Colaboração para o Splash, em São Paulo

19/10/2020 18h11

No maior estilo "roteiro de filme", Jean-Claude Van Damme salvou a vida de um filhote de chihuahua de três meses que estava destinado à eutanásia. O cachorro foi "preso" na Bulgária com um passaporte falso.

O ator de "O Grande Dragão Branco" (1998) e outros grandes sucessos do cinema foi às redes sociais e criuou campanha em nome do cachorrinho, que foi vendido por seus donos noruegueses em setembro. No entanto, o animal foi "detido" após viajar com um passaporte falso.

A Noruega tentou resgatar o pequeno Reya, mas a Bulgária recusou, justificando quebra nas regras sobre transporte de animais vivos na União Europeia. O destino do cachorro seria a eutanásia, mas a estrela dos filmes de ação entrou num verdadeiro drama para salvar o bichinho.

Nas redes sociais, Van Damme segurou um outro chihuahua e pediu para que seus seguidores assinassem uma petição para salvar a vida de Reya.

"Eles cometeram um erro, as pessoas que não fizeram o documento direito. Mas eles não podem matar aquele chihuahua", disse o ator. "É o meu aniversário, e meu melhor presente é que vocês possam me ajudar assinando essa petição", disse.

Os esforços do ator belga e a repercussão do caso tiveram êxito. Hoje (19) as autoridades da Bulgária concordaram em não sacrificar o animal e irão colocá-lo para adoção.