PUBLICIDADE
Topo

Guilherme Ravache

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Disney pode ser impedida de usar sua marca Star no Brasil

Conteúdo exclusivo para assinantes
Guilherme Ravache

Guilherme Ravache é consultor digital. Jornalista com passagens pelas redações da Folha de S. Paulo, Revista Época e Editora Caras. Foi diretor de atendimento da Ideal H+K Strategies e gerente sênior de comunicação e marketing de relacionamento da Diageo.

Colunista do UOL

27/04/2021 12h27

Resumo da notícia

  • Desde fevereiro os canais de entretenimento da Disney na América Latina passaram a se chamar Star. A mudança de nome incluiu também os canais da FOX
  • A Disney entrou com o pedido de registro da marca no INPI, mas a Starz Entertainment, dona do StarzPlay, contesta o pedido
  • Segundo a Starz Entertainment, o Star da Disney estaria na mesma categoria do StarzPlay,o que levaria as pessoas a confundirem as marcas
  • A Starz Entertainment também entrou com oposição ao registro da marca dos canais STAR Channel, Life, Hits, Fun, Action, Comedy e Classics e Premium
  • As contestações do uso da marca pela Disney acontecem no Brasil, Argentina e México.

Em fevereiro, os canais de entretenimento da The Walt Disney Company na América Latina passaram a se chamar Star. A mudança de nome incluiu também os canais da FOX, adquirida pela Disney em 2019. Ainda em fevereiro, a Disney entrou com um pedido de registro da marca Star+ no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

Mas no dia 1 de abril, a Starz Entertainment LLC, dona da marca de serviço de streaming StarzPlay, entrou com solicitação para barrar o uso do nome Starz pela Disney no Brasil, Argentina e México.

Segundo a Starz Entertainment LLC, o Star+ da Disney estaria na mesma categoria de valor por classe. Isso poderia levar as pessoas a confundirem as marcas. Essa confusão seria prejudicial para a StarzPlay, visto que o Star+ seria um concorrente direto.

A Starz Entertainment LLC também entrou com oposição ao registro da marca dos canais STAR Channel, Life, Hits, Fun, Action, Comedy e Classics e Premium no Brasil, Argentina e México.

A contestação tem atrasado os planos da Disney de divulgar a marca Star no Brasil. Após a divulgação do rebranding dos canais FOX para STAR, não houve mais nenhuma divulgação oficial da marca STAR no Brasil.

A marca STAR inclui milhares de horas de filme e televisão dos estúdios da Disney, incluindo Disney Television Studios, FX, 20th Century Studios, 20th Television, Touchstone e outros, além de contar com programação original produzida e distribuída em toda a América Latina.

Caso a Starz Entertainment prevaleça, e a oposição seja aceita pelo INPI, a Disney ficaria impedida de usar a marca Star no Brasil e demais países onde não conseguir o registro.

Ano passado, a Starz Entertainment entrou com um processo nos Estados Unidos acusando a MGM de uma violação massiva dos acordos de exclusividade, permitindo que centenas de filmes e programas de TV apareçam em plataformas rivais. De acordo com o processo, o problema veio à tona em agosto de 2020, quando um funcionário da Starz percebeu que "Bill & Ted's Excellent Adventure" estava disponível no Amazon Prime. O filme deveria ir ao ar exclusivamente na Starz.

A Disney disse por meio de sua assessoria de imprensa que não irá se manifestar. Já a Starz Entertainment LLC não respondeu aos contatos da coluna.