Topo

Para que serve o bolsinho da calça? Descubra curiosidades sobre o jeans

Veja curiosidades sobre a criação das calças jeans e sobre os detalhes que compõem a peça mais popular do mundo Imagem: Getty Images/Istockphotos

Gustavo Frank

De Nossa

20/05/2022 04h00

Democrático, onipresente e adaptável para diversas ocasiões. Esses são alguns dos possíveis adjetivos para as calças jeans, a predileta de muitos. Para celebrar o Dia Mundial do Jeans, comemorado nesta sexta-feira (20), desvendamos algumas curiosidades sobre o tecido.

A primeira calça jeans foi criada por Levi Strauss, em 1853, quando o fundador da Levi's Strauss & Co. passou a produzir vestes para trabalhadores de campo e minas. O material resistente era o diferencial para que o sucesso começasse — uma vez que as peças não se deterioravam com facilidade a partir dos exercícios manuais feitos por esses indivíduos.

A matéria-prima tinha origem da cidade de Nimes, na França, o que deu origem também ao nome "denim", como conhecemos atualmente — "tecido de Nimes", abreviado posteriormente para "Denim".

A popularização aconteceu após a Segunda Guerra Mundial. O tecido passou a fazer parte dos uniformes dos soldados norte-americanos. Nos anos 1950, as calças começaram a ganhar notoriedade em Hollywood, por meio do figurino de grandes astros, como James Dean e Marlon Brando.

Na década de 1970, o produto inseriu-se também no visual dos hippies, que customizavam suas próprias peças. O modelo boca de sino se tornou um símbolo dentre essa comunidade, mas sua origem, de fato, aconteceu bem antes:

"Ela chama boca de sino, pois parece um sino, mas o fato curioso é que ela surgiu como uma calça masculina para marinheiros para dar mais liberdade aos movimentos", conta Raquel Ferraz, diretora criativa da Yes I am Jeans, para Nossa. "Depois disso ganhou outros públicos, como os hippies e nas discotecas".

A história dos bolsos
E suas utilidades

Bolso de calça feminina costumam ser menores do que os masculinos Imagem: Getty Images/iStockphoto

Os cinco bolsos da calça jeans — os dois traseiros e frontais, e o bolsinho pequeno — surgiram em 1910. Por mais de 100 anos, eles representaram uma disparidade entre os homens e as mulheres. Isso porque, ao contrário das peças masculinas, bem mais utilitárias, as femininas não abordavam essa mesma funcionalidade de armazenamento.

"Em 1980, uma mulher americana observou que as roupas de seu filho pequeno tinham bolsos enquanto as dela e da sua filha, não", conta Raquel. "A verdade é que as roupas femininas não tinham foco na utilidade, afinal, mulher não tinha pertences para carregar e tampouco uma mulher podia andar por aí de maneira descontraída com as mãos nos bolsos".

Embora hoje em dia, as calças femininas apresentem uma evolução nesse aspecto, ainda há muito a evoluir. De acordo com uma pesquisa realizada pelo The Pudding, em média, os bolsos dos jeans femininos são 48% menores e 6,5% mais estreitos do que os dos jeans masculinos.

Para chegar aos resultados finais, os pesquisadores analisaram o tamanho de 80 jeans de 20 grandes marcas da moda, incluindo grandes nomes do mercado, tais como Calvin Klein, H&M, Levi's, Wrangler e Ralph Lauren.

"Com as calças da Yes I Am Jeans: temos um padrão de profundidade de 29 cm de forro de bolso, um posicionamento que assumimos ao descobrir que as roupas femininas não tinham bolsos", ressalta a diretora criativa da marca.

O bolsinho frontal

Bolsinho da calça jeans teve origem para carregar ouro por cowboys Imagem: Getty Images/iStockphoto

Quase todo mundo já se questionou sobre a função do bolsinho frontal — onde muita gente guarda moedas e isqueiro. A origem, na verdade, tinha como finalidade guardar ouro, no século XX.

"O que pouca gente sabe é que o minibolso das calças jeans se chama bolso relógio, e surgiu com os cowboys do século 19 na corrida do ouro", explica Raquel. "Antes do jeans, as calças não 'seguravam' materiais mais pesados, rasgando o tecido ao longo das cavalgadas".

A especialista continua: "Então, para suprir essa função, a calça jeans cumpria o papel de suportar o peso do ouro, com os bolsos traseiros, por exemplo, enquanto o bolsinho era reservado para o relógio. Hoje utilizado para guardar isqueiro, moeda ou camisinha, melhor assim né?!".

Relembre aqui mais curiosidades sobre o polêmico bolsinho

A origem do rebite

Rebite da calça jeans garantiu sucesso da roupa mundialmente Imagem: Getty Images

Como já desvendado por Nossa anteriormente, a história começa em 1871, nos Estados Unidos. O imigrante letão Jacob Davis foi o pioneiro dos rebites enquanto trabalhava como alfaiate em Reno, Nevada.

Davis havia originalmente usado rebites em cobertores de cavalo e descobriu que funcionavam bem para reforçar o ponto de estresse nas calças masculinas de trabalho, principalmente nos cantos dos bolsos traseiros e da virilha, que muitas vezes se rasgavam quando expostos ao desgaste pesado.

Como Davis não tinha o dinheiro necessário para patentear a técnica de uso de rebites, ele procurou Levi Strauss para ver se ele estava interessado em se inscrever com ele. Em 1873, o par recebeu uma patente para "melhoria na fixação de aberturas de bolso".

As tachinhas de cobre tornaram as roupas mais resistentes com o peso colocado nos bolsos. Os pontos críticos das calças foram reforçados, tornando-as mais duráveis. Vale destacar que a Levi Strauss & Co. foi a primeira empresa a fabricar calças com rebites, criando uma nova categoria de workwear.

Os jeans mais caros

Jeans encontrado no Deserto de Mojave e comprado por R$ 300 mil em leilão online Imagem: Reprodução

Um par de jeans, no modelo 501, da Levi's é o dentetor desse recorde. Listada pelo Guiness Book, o livro dos recordes, a calça em questão, da marca norte-americana, estava disponível para compra em junho de 2005 e foi adquirida por um colecionador japonês, que manteve o nome anônimo, e desembolsou US$ 60 mil, aproximadamente R$ 300 mil na cotação atual.

O par possuía, na época, 115 anos desde a sua produção original. Diz-se que existem apenas dois ou três pares completos de jeans Levi's 501 autênticos, anteriores a 1900, e esses são os primeiros deles que ainda podem ser usados.

Já o jeans mais caro, disponível comercialmente, foi o Couture Swarovski Crystal Jeans, da marca Escada, vendido pelas lojas Neiman Marcus por US$ 10 mil, cerca de R$ 50 mil. De acordo com o Guiness Book, a peça é bordada e cravejada com cristais Swarovski, o que, consequentemente, repercute no preço da peça.

Dica para o seu jeans
Livre-se do mau odor

O recomendado é lavar a peça jeans a cada dez usos Imagem: Getty Images

Depois de se nutrir de informações sobre a sua calça jeans, nada melhor do que saber como mantê-los sempre "novos". Raquel Ferraz conta que o freezer pode ser o seu melhor amigo para eliminar odores indesejáveis:

"Um jeito legal e mais sustentável de eliminar odores do seu jeans é colocá-lo no freezer por 24h. Nós já testamos e funciona", comenta.

Sobre as lavagens, para que o tecido não se desgaste ao longo do tempo, o ideal é lavar a cada 10 usos, como contou anteriormente Thiago Leão, Head de Merchandising da Levi´s no Brasil, para Nossa.

"O ideal é lavar uma vez a cada 10 usos, no máximo, para manter o ajuste e evitar muitos 'rebotes'", aconselhou Thiago. "Aquelas linhas e vincos distintos que você vê em seus jeans, da lavagem, por exemplo, podem acabar sendo danificados se lavados diversas formas"

O especialista recomenda ainda sempre fazer a lavagem na máquina com a peça ao avesso — a fim de preservar a cor da calça.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Para que serve o bolsinho da calça? Descubra curiosidades sobre o jeans - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL