PUBLICIDADE
Topo

Igreja submersa ressurge na superfície após seca extrema no México

Imagem da igreja Virgem das Dores, no México - Reprodução/IrapuatoTurismo
Imagem da igreja Virgem das Dores, no México Imagem: Reprodução/IrapuatoTurismo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

07/05/2021 17h11Atualizada em 08/05/2021 11h41

Após passar quatro décadas submersa, uma igreja histórica do século 19, localizada em El Zangarro, no estado de Guanajuato, Mexico, reapareceu na superfície depois de uma seca extrema na região. O templo não era visto desde a construção da represa La Purísima, em 1979.

A igreja Virgem das Dores foi erguida em estilo barroco neoclássico, e representa uma parte importante do passado do país. Desde o século 18, já havia registros da relevância do local para as paróquias, como explicou Dulce María Vázquez, diretora do Arquivo Municipal de Irapuato ao jornal Milenio.

"A história oral nos diz que foi muito difícil para eles saírem do local, não apenas por causa das construções, mas pelo sentimento de pertencimento ao lugar", disse Vázquez.

igreja - Reprodução/IrapuatoTurismo - Reprodução/IrapuatoTurismo
Imagens da igreja submersa
Imagem: Reprodução/IrapuatoTurismo

A mexicana também enfatizou que o receio de a igreja ser engolida pela água já era uma realidade há muitos anos. "Alguns resistiram até ver que já era uma realidade que a água chegaria e cobriria toda a cidade."

Sem o alto nível da represa, agora é possível visitar as ruínas do local sagrado a pé, algo que antes era feito ocasionalmente apenas de barco.

Conforme anunciou o Monitoramento das Principais Represas do México, a quantidade do reservatório é baixa, alcançando atualmente 52% da capacidade total.