PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Posse de Bola

Programa semanal de futebol com Juca Kfouri, Mauro Cezar Pereira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi


OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Posse de Bola #176: Palmeiras cresce, Galo com a mão na taça, GreNal e Botafogo humilha o Vasco

08/11/2021 12h47

O Palmeiras venceu o Santos sem dificuldades no clássico disputado na Vila Belmiro por 2 a 0 e chegou ao quinto triunfo seguido, mas não conseguiu reduzir a distância do líder Atlético-MG, que bateu o América-MG e se aproxima do título do Brasileirão. Nos demais clássicos do fim de semana, o Internacional venceu o Grêmio, que não gostou das provocações na comemoração, enquanto o Botafogo goleou o Vasco na Série B e virou líder, além de acabar com a esperança de acesso no rival.

No podcast Posse de Bola #176, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira analisam os jogos do fim de semana, com os clássicos regionais, além de apontarem se é possível comparar o futebol apresentado por Palmeiras e Flamengo a 19 dias da final da Libertadores.

Para Juca Kfouri, o Palmeiras hoje se apresenta melhor que o Flamengo, mas também pelo fato de estar com o time completo, enquanto o Rubro-negro está cheio de desfalques já há alguns jogos, pontuando que, se Renato Gaúcho tiver força máxima no dia 27, a história muda.

"Neste momento, o Flamengo todo esfacelado, sem seu melhor jogador, e o Palmeiras completo, o Palmeiras está jogando melhor futebol. Ganhou do Santos ontem com o pé nas costas, se poupando inclusive. Jogou de freio de mão puxado quase o primeiro tempo inteiro. Aí fez dois gols no fim, um dos quais anulados, de novo uma bola que bate no braço do atacante, nas costas do atacante. O Palmeiras ganhou com absoluta tranquilidade do Santos, sem forçar, o Santos é muito frágil, deve dar graças a Deus aos dois jogos que ganhou, sabe Deus como", diz Juca.

"O Palmeiras está ganhando força, o Flamengo não está podendo fazer isso, está sem opção, o Flamengo hoje joga com dez jogadores que não podem jogar e não é uma questão de poupar, é que não pode expô-los, alguns porque não podem mesmo, outros porque estão suspensos. O Flamengo me parece que está perdendo neste momento a corrida da preparação, mas ainda tem um tempo pela frente, se o Flamengo chegar inteiro no dia 27, a conversa muda, mas quem está aparentando chegar mais inteiro, sem dúvida, é o Palmeiras", completa.

Comemoração do Inter no Gre-Nal foi exagerada?

Para Arnaldo Ribeiro, a comemoração de Patrick com um caixão de papelão nas cores do Grêmio após a vitória no Gre-Nal passou do ponto. O jornalista afirma que a comemoração como um título e válida pelo tamanho do jogo e a condição na qual o clube colocou o rival no Beira-Rio, mas diz que o jogador não deveria agir como os torcedores.

"O Patrick acaba abreviando a comemoração colorada, que era animal com a torcida, porque o quebra-pau, e evidentemente iria acontecer aquilo. Foi expulso, vai desfalcar o time no próximo jogo, essa situação toda. É uma questão, teve todo esse contexto que o Mauro falou, uma vingança, o outro adversário fez, não da mesma forma, mas fez. Eu entendo que tem alguns limites e acho que o limite passou, ele foi expulso com justiça", diz Arnaldo.

"O fato é que a vitória do Inter foi justíssima, o Grêmio está em uma situação muito complicada e essa rivalidade eu acho que é a maior do Brasil. Não foi campeão o Internacional, mas ganhou e pode rebaixar o seu rival, tem que comemorar sim, mas o jogador não precisa entrar nesse ponto, até esse ponto, acho que é um pouco de exagero da parte do Patrick. A torcida que faça suas homenagens na arquibancada, acho que o jogador de futebol não precisa entrar nessa", completa.

Coisas que só acontecem com Fernando Diniz

O Vasco praticamente se despediu das chances de acesso à Série A ontem ao ser goleado pelo rival Botafogo por 4 a 0 e Juca Kfouri destaca a reação de Fernando Diniz, que mais uma vez vê o time que treina decepcionar.

"Do ponto de vista do torcedor, o que esse time do Botafogo fez ontem no alçapão do adversário foi qualquer coisa, meter 4 a 0 da maneira como meteu. Agora, acho que foi o Menon que escreveu isso no UOL. Há certas coisas que só acontecem com o Fernando Diniz, é impressionante, entre outras coisas, porque ele tomou dois gols iguaizinhos, de contra-ataques óbvios. E aí a câmera focaliza aquele ar desconsolado dele de menino que tomaram o pirulito e dá uma pena terrível, vontade de por ele no colo", diz Juca.

"Mas temos problemas, realmente temos problemas ali, acho cada vez mais que o Fernando Diniz é um cara para você por pra trabalhar as categorias de base, pagá-lo bem e ponto", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL