PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Viña confia em fim de jejum de vitórias da seleção uruguaia

24/06/2021 05h33

Cuiabá, 23 jun (EFE).- Sem vencer desde novembro do ano passado, quando bateu a Colômbia por 3 a 0 em Barranquilla, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, o Uruguai vive incômodo jejum, que o lateral-esquerdo Matías Viña acredita que acabará em breve.

"Acredito que o que nos falta, que é o que todos queremos, é vencer. Estamos tranquilos, trabalhando para que o resultado aconteça. A vitória vai acontecer", declarou o jogador do Palmeiras, titular da 'Celeste', em entrevista coletiva na Arena Pantanal, em Cuiabá, onde nesta quinta a bicampeã mundial enfrentará a Bolívia, pelo grupo A da Copa América.

Depois de ter batido os colombianos, o Uruguai perdeu para o Brasil por 2 a 0 e empatou sem gols com o Paraguai e a Venezuela, também em compromissos pelas Eliminatórias. Na Copa América, foi derrotado pela Argentina por 1 a 0 e empatou com o Chile em 1 a 1.

"Precisamos ser um pouco mais sólidos na defesa, e o ataque precisa buscar o jogo, como fez contra o Chile", analisou o jogador de 23 anos.

O Uruguai treinou nesta quarta no estádio Eurico Gaspar Dutra, e mais uma vez o técnico Óscar Tabárez fez mistério em relação ao time titular. A boa notícia para a bicampeã mundial é a volta do atacante Maxi Gómez, que se recuperou da Covid-19 e testou negativo para o coronavírus. A única dúvida do 'Maestro' é o volante Nahitan Nández, com dores na panturrilha.

Esporte