PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Técnico do Chile comemora abraço entre Bravo e Vidal e destaca união no Chile

24/06/2021 05h55

Brasília, 23 jun (EFE).- O técnico do Chile, Martin Lasarte, comemorou nesta quarta-feira o emotivo abraço entre o goleiro Claudio Bravo e o meia Arturo Vidal, com o qual os dois jogadores encerraram anos de afastamento, e disse que a união dentro do elenco ajudará a seleção a conquistar bons resultados.

"Qualquer líder quer que o grupo esteja fechado, unido, que o grupo esteja acima do indivíduo, que particularmente uma situação pessoal possa ser suavizada e minimizada de acordo com os objetivos", declarou o treinador uruguaio em entrevista coletiva no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, onde 'La Roja' enfrentará o Paraguai nesta quinta.

A relação entre Bravo e Vidal ficou estremecida no fim de 2017, depois que o Chile não se classificou para a Copa do Mundo de 2018. Na época, a esposa e a sogra do goleiro acusaram alguns jogadores, entre eles o meia da Inter de Milão, de indisciplina. O arqueiro inclusive ficou fora da Copa América de 2019 por isso.

"Estou muito feliz, muito satisfeito, talvez seja o maior gol que já marcamos". O maior objetivo é esse (união)", enalteceu Lasarte.

Sobre o jogo desta quinta, o técnico do Chile revelou o desejo de que seus jogadores pressionem o Paraguai ainda no campo de defesa. "Todos nós temos nossos padrões, ideias e abordagens. Eu acho que o Paraguai joga um certo tipo de jogo que obriga seus oponentes a fazer certas coisas", declarou, sem entrar em detalhes.

Perguntado sobre seu plano tático, especificamente sobre o papel de Ben Brereton, o jogador chileno-britânico que ganhou um lugar de titular depois de ter entrado bem em algumas partidas, o treinador disse que ainda está procurando o melhor posicionamento para o versátil atacante.

"Em seu começo, ele era um centroavante. Na Inglaterra, ele joga pela esquerda. Provavelmente o usaremos em ambas as posições, mas é importante encontrar o lugar onde podemos tirar o máximo proveito dele", afirmou.

'La Roja' já está garantida nas quartas de final da Copa América, mas Lasarte quer que a equipe termine a campanha no grupo A entre os três primeiros colocados para escapar do líder do grupo B, que deve ser o Brasil. No momento, os chilenos são vice-líderes, com cinco pontos, atrás da Argentina, com sete.

"É difícil escolher adversário. O que queremos é, levando em conta que o torneio acontece no Brasil, evitá-los nas próximas fases", admitiu.

Esporte