PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Hamilton precisa de 5º lugar para ser campeão, mas avisa: "meta é ganhar"

Lewis Hamilton celebra vitória no GP dos EUA - Clive Mason/Getty Images
Lewis Hamilton celebra vitória no GP dos EUA Imagem: Clive Mason/Getty Images

26/10/2017 06h29

O piloto britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, líder do mundial de pilotos da Fórmula 1, foi ambicioso e disse na quarta-feira que no próximo domingo, no Grande Prêmio do México, não lhe interessa outro resultado que não seja vencer, o que significaria a conquista do seu quarto título mundial.

"O meu plano é ganhar, não vim ao México para outra coisa, somente para ser o número um", disse o piloto, durante entrevista coletiva.

O piloto admitiu que necessita apenas terminar na quinta colocação para garantir o título, mas que não se sentiria bem. "Pensei em como me sentiria ganhando com o quinto lugar e não com o primeiro", afirmou.

Hamilton explicou que os pilotos sempre querem mostrar suas forças, do que são capazes e o seu desempenho na pista e tentará fazer isso no domingo.

"Ganhar é a minha meta para este fim de semana; será difícil porque estão tem a Ferrari e o Red Bull, a concorrência estará grande, mas se eu trabalhar como fiz na semana anterior (nos Estados Unidos), vamos vencer", disse.

O britânico lembrou que após perder o titulo do ano passado com o alemão Nico Rosberg, na atual temporada se dedicou para vencer.

"Eu não deixei nenhuma pedra no caminho, trabalhei muito duro, com boa comunicação com a equipe e com muita consistência. Além de não cometer erros e se analisar minha temporada, estou muito orgulhoso do que fiz", disse o piloto, que venceu nove corridas na temporada.

O britânico, de 32 anos, concordou que no domingo "existe uma grande probabilidade de vitória" para ele e sua equipe, mas diminuiu importância de conquistar o título neste fim de semana ou na próxima corrida, (em Interlagos)" desde que vença, isso é o que importa.

Hamilton assinou um capacete semelhante ao usado por Ayrton Senna, que será doado à Cruz Vermelha para que seja leiloado e os lucros serão destinados para ajudar os afetados do terremoto que castigou o centro do México no dia 19 de setembro.

Fórmula 1