PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Nunca pensamos em atrasar ou suspender a Eurocopa", diz Hollande

Da EFE

29/03/2016 08h43

O presidente da França, François Hollande, afirmou nesta terça-feira que nem depois dos atentados terroristas de Paris em novembro e nem após os de Bruxelas na semana passada pensou em suspender a próxima Eurocopa, que será realizada em território francês entre os dias 10 de junho e 10 de julho.

"Nunca pensamos nem em atrasar e nem em suspender a Eurocopa", declarou durante uma visita ao Instituto Nacional do Esporte da França (Insep).

O presidente acrescentou que a competição deveria representar "uma forma de resposta ao ódio, à divisão, ao medo e ao horror" e garantiu que serão aplicadas "todas as medidas de segurança necessárias" durante o torneio.

Trata-se da primeira referência do chefe do Estado francês à máxima competição europeia de seleções de futebol desde os atentados jihadistas do dia 22 em Bruxelas, que deixaram pelo menos 35 mortos e 300 feridos.

Meses antes, em 13 de novembro de 2015, três terroristas suicidas atacaram o Stade de France no marco de uma série de atentados simultâneos na capital francesa, que terminaram com 130 mortos.

Naquela noite, a França disputava uma partida amistosa contra a Alemanha e nesta noite a seleção voltará a esse mesmo estádio para enfrentar a Rússia.

Esporte