PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Por "integridade do esporte", Gaethje defende sua posição como próximo desafiante

Ag. Fight

12/11/2021 11h09

Após travar uma verdadeira batalha com Michael Chandler no card principal do UFC 268, no último sábado (6), e superar o rival na decisão unânime dos juízes, Justin Gaethje está convencido que fez o suficiente para garantir uma nova oportunidade de lutar pelo cinturão dos leves (70 kg). Nem mesmo a boa campanha do russo Islam Makhachev - invicto há nove combates - parece convencer o americano do contrário.

Em entrevista ao site 'MMA Junkie', Gaethje ressaltou sua confiança de que merece enfrentar o vencedor da disputa entre Charles 'Do Bronx' e Dustin Poirier, que se enfrentam no próximo dia 11 de dezembro, com o título até 70 kg do UFC em jogo, e minimizou o recente histórico de vitórias de Makhachev, seu principal concorrente na corrida pelo 'title shot'.

De acordo com o americano, a integridade do esporte seria colocada em questão caso Makhachev fosse o escolhido como próximo desafiante ao cinturão da categoria, tendo em vista o nível de competição que o russo enfrentou durante a construção da sua sequência de nove vitórias.

"As pessoas nos respeitam porque não é como no boxe, porque as melhores lutas acontecem. Eu tenho que lutar contra o vencedor de Charles Oliveira e Dustin Poirier para justificar a integridade desse esporte, e eu estou confortável com isso. Eu não preciso fazer mais nada", afirmou Gaethje, antes de completar.

"Ele (Makhachev) enfrentou o número 14, foi para a quinta posição (no ranking), e ele lutou com Dan Hooker, que aceitou (o combate) de última hora. Não existe nenhum mundo onde, na integridade desse esporte, ele mereceria ou justificaria fazer isso (lutar pelo cinturão)", finalizou o peso-leve.

Apesar de ser o favorito na disputa - por ocupar a segunda colocação no ranking dos leves e ter vindo de uma empolgante atuação diante de um adversário renomado como Michael Chandler -, Justin Gaethje enfrenta a dura concorrência de Islam Makhachev pelo próximo 'title shot' da categoria. Além das nove vitórias consecutivas, o russo conta com o apoio de Khabib Nurmagomedov - ex-campeão da divisão e seu companheiro de equipe - na campanha pela concorrida vaga de desafiante.

Esporte