PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Bisping destaca lado positivo de Jones, mas dispara após polêmica: "Não há desculpa"

Ag. Fight

Ag. Fight

28/09/2021 10h55

Na última sexta-feira (24), Jon Jones protagonizou uma nova polêmica. O ex-campeão do UFC foi preso, em Las Vegas (EUA), acusado de praticar violência doméstica, lesão corporal e violação de veículo. Após o anúncio de sua prisão, parte dos fãs e dos demais lutadores condenou a postura de 'Bones' e outra parcela lamentou seus atos destrutivos. No dia seguinte, Dana White se posicionou sobre o novo episódio envolvendo a estrela da organização e Michael Bisping também opinou a respeito.

Em seu canal oficial no 'YouTube', o ex-campeão do UFC e atual comentarista, ao contrário de uma parte dos atletas, optou por expressar seu respeito pelos feitos que Jones conquistou no esporte do que atacá-lo, na tentativa de colocar a estrela do MMA em uma situação pior do que se encontra atualmente.

Sobre a nova polêmica protagonizada por 'Bones', Bisping lamentou as pesadas acusações e tentou levantar a imagem do americano, ao classificá-lo como uma pessoa boa, porém infeliz em suas decisões. Vale lembrar que, no passado, Jones se envolveu em problemas com a lei diversas vezes, ou seja, algo que o impede de ter uma reputação positiva aos olhos da comunidade do MMA e fora do âmbito esportivo.

"Não estou aqui para falar m**** sobre Jones. Tenho um grande respeito por suas realizações dentro do octógono. E, na maioria das vezes, quando falo com Jones, minhas interações com ele são fantásticas. O vi recentemente em Las Vegas, paramos, tiramos foto, rimos e conversamos por alguns minutos. Lhe desejo tudo de bom. Ele é uma boa pessoa, mas está apenas fazendo escolhas ruins", declarou o ex-campeão do UFC, antes de completar, analisando a atual situação de 'Bones' para a sequência de sua carreira no MMA.

"Não conheço a história, mas agora a acusação é de violência domestica e isso indica que, talvez, ele tenha agredido uma mulher. Não sabemos os detalhes. Mas um homem como Jones, grande e que também é um dos maiores de todos os tempos ou o maior lutador da história do MMA, não tem absolutamente nenhum lugar após bater em uma mulher. Se foi isso que aconteceu, é deplorável e não há desculpa. Eu nunca teria feito isso. Nunca sonharia em colocar minhas mãos em uma mulher. Jones não deveria estar fazendo isso", concluiu.

Além dos constantes problemas fora do octógono, o momento de Jon Jones no UFC não é bom e seu futuro na organização é incerto. Após anunciar que subiria para o peso-pesado, 'Bones' focou em sua preparação e, visivelmente, seu corpo sofreu mudanças. Dessa forma, o retorno do lutador aos meio-pesados, categoria que dominou, é inviável. Com esse cenário, para permanecer na atual divisão e disputar o título dela, o americano terá que aceitar o valor que Dana White está disposto a pagar ou convencer o cartola a valorizar seu passe, algo que parece improvável.

Esporte