PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Valentina Shevchenko declara seu amor pelas artes marciais: "Vou lutar para sempre"

Ag. Fight

Ag. Fight

23/09/2021 08h00

Nos esportes de combate, existem atletas que não possuem tanto amor pela função que exercem, mas Valentina Shevchenko foge deste padrão. Apontada por parte da comunidade do MMA como uma das melhores lutadoras da história, a campeã do peso-mosca (57 kg) do UFC vai colocar seu título em jogo pela sexta vez, contra Lauren Murphy, na edição de número 266, que acontece neste sábado (25), em Las Vegas (EUA), e, se depender de 'Bullet', sua permanência na modalidade e como rainha da categoria será prolongada.

Em entrevista à 'ESPN' americana, Valentina fez questão de expressar toda sua paixão pelas artes marciais e informou que sente prazer tanto com a rotina intensa de treinos, quanto nas lutas. Para ilustrar seu posicionamento, a campeã do peso-mosca do UFC revelou que foi inserida nos esportes de combate, quando tinha cinco anos. Vale lembrar que, assim como 'Bullet', sua mãe e irmã também são lutadoras.

Além disso, antes de priorizar o MMA, Valentina lutou boxe, kickboxing e muay thai. Sendo assim, a atleta é uma veterana dos esportes de combate, mas se engana quem pensa que a campeã do UFC está desgastada ou desmotivada. Para azar de suas adversárias, 'Bullet' já avisou que não pensa em se aposentar, muito menos em parar de treinar, mesmo quando apresentar uma idade avançada.

"Por quanto tempo os lutadores praticam artes marciais? Sete, oito anos? Estou dizendo no total, não apenas quando estamos lutando. Estou lutando e praticando artes marciais há 28 anos. Eu pratico artes marciais há mais anos que eles realmente têm de idade. Este é o meu foco, lutar o máximo que puder. Eu lutarei para sempre. Até mesmo depois dos 50 anos. Para sempre", decretou a campeã do UFC.

Valentina Shevchenko, de 33 anos, optou por descer do peso-galo (61 kg) do UFC para o peso-mosca e não demorou para se tornar campeã. 'Bullet' conquistou o título vago da divisão ao vencer Joanna J?drzejczyk, em 2018, e, desde então, defendeu o cinturão cinco vezes. No MMA, a atleta do Quirguistão disputou 24 lutas, venceu 21 e perdeu três vezes. Além de Joanna, seus triunfos de maior destaque no esporte foram sobre Holly Holm, Jennifer Maia, Jéssica Andrade, Julianna Peña, Katlyn Chookagian, Liz Carmouche e Sarah Kaufman.

Esporte