PUBLICIDADE
Topo

Bellator adia próximos três eventos em razão da pandemia de coronavírus

Ag. Fight

31/03/2020 10h32

UFC e Bellator decidiram abordar a pandemia do novo coronavírus de formas diferentes. Enquanto o primeiro tenta de todas as formas retomar suas atividades, apesar das medidas de prevenção contra a propagação da doença adotadas pelo governo norte-americano, o segundo já deixou claro que, priorizando a segurança de todos os envolvidos, vai adotar uma postura mais conservadora. Em comunicado à imprensa, após o site da emissora americana 'ESPN' divulgar em primeira mão a informação, a entidade presidida por Scott Coker revelou que decidiu adiar seus próximos três eventos, todos marcados originalmente para acontecer em maio.

A organização - que já havia desistido de realizar a edição 241, marcada para o dia 13 de março, restando poucas horas para o seu início - anunciou o adiamento dos seguintes eventos: Bellator 242, previsto para o dia 9 de maio; Bellator European Series London, agendado para 16 de maio; Bellator 243, que aconteceria no dia 29 de maio. De acordo com o comunicado, todas as pessoas que compraram ingresso para os shows cancelados serão reembolsadas completamente.

"A organização vai continuar a monitorar a situação de perto e pretende remarcar os eventos o mais breve possível. Como sempre, a saúde e segurança de nossos atletas, fãs, parceiros e equipe permanecem nossa maior prioridade. Nós agradecemos a compreensão e paciência de todos envolvidos durante esse período incrivelmente difícil", comunicou o Bellator.

O Bellator 242 teria duas disputas de título em seu card. Ryan Bader colocaria em jogo o cinturão meio-pesado (93 kg) diante de Vadim Nemkov, enquanto o brasileiro Douglas Lima enfrentaria Gegard Mousasi pela coroa dos pesos-médios (84 kg), vaga desde que Rafael Lovato Jr abdicou dela por problemas de saúde. No evento de Londres, James Gallagher e Cal Ellenor fariam a luta principal. Já na edição 243, a veterana Liz Carmouche, ex-UFC, faria sua estreia na entidade contra a invicta Mandy Bohm.

Esporte