Topo

Esporte


Raphael Assunção retoma parceria com antigo treinador na 'ATT' para se recuperar no UFC

Diego Ribas, em Anaheim (EUA)

Ag. Fight

17/08/2019 10h00

Vindo de derrota para Marlon Moraes em fevereiro deste ano, Raphael Assunção busca a recuperação no Ultimate neste sábado (17), ao enfrentar Cory Sandhagen na cidade americana de Anaheim, pelo UFC 241. Em conversa com a reportagem da Ag. Fight durante o 'media day' do evento (veja abaixo ou clique aqui), o peso-galo (61 kg) comentou sobre os erros cometidos em sua última apresentação e confirmou que realizou todas as mudanças necessárias para sair vencedor em seu próximo combate.

Bem posicionado no ranking da divisão, Raphael perdeu não só a última luta, como a chance de disputar o cinturão da categoria. Após anos batendo na trave à espera de uma oportunidade pelo título, o pernambucano relembrou as razões que o fizeram perder para Moraes e contou voltou a ser treinado por um antigo amigo.

"Eu não costumo dar desculpas para as derrotas, mas alguns fatores não deram certo naquela noite. Eu estava bem fisicamente, mas a organização dos treinadores e a parte tática da luta deram errado. Mudei tudo que deu errado no último combate. Voltei a trabalhar com o meu head coach, Roan Jucão. Ele sempre foi envolvido comigo, mas estava ausente por alguns motivos profissionais. Agora nos reencontramos e eu fiz um camp em tempo integral com ele na 'American Top Team'", explicou.

Ainda sobre a mudança na preparação, o brasileiro comentou sobre a motivação de ser desafiado todos os dias pelos companheiros. De acordo com ele, a competição interna na academia com atletas vencedores em todas as modalidades o ajudaram a se reerguer após o resultado negativo em seu último combate.

"A estrutura na 'American Top Team' é diferenciada. O material humano é incomparável. Era isso que eu estava precisando, estar naquela motivação do dia a dia. É o que faz a diferença na preparação de um atleta. Estava lá treinando com campeões do wrestling, campeões do MMA. Isso tudo ajuda muito", concluiu.

Raphael Assunção compete pelo Ultimate desde 2011. Em 14 confrontos pela entidade, o peso-galo acumula dez triunfos e apenas três derrotas. Ao todo em seu cartel profissional, o atleta possui 27 vitórias e seis reveses. Seu adversário neste sábado, o americano Cory Sandhagen vem de quatro resultados positivos pela organização.

Mais Esporte