PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Borrachinha' cita plano de carreira e almeja cinturão do UFC em três categorias diferentes

Felipe Paranhos, em São Paulo (SP)

Ag. Fight

23/09/2018 11h00

Oitavo colocado na divisão dos pesos-médios (84 kg) do UFC e na expectativa de lutar entre os mais bem ranqueados de sua categoria, Paulo 'Borrachinha' está hoje no lugar que planejou após sair do 'The Ultimate Fighter'. Depois de participar da terceira edição do programa, o lutador traçou um plano de carreira rumo à disputa do cinturão. Agora cada vez mais perto de concretizar o seu objetivo, o mineiro almeja ir ainda mais longe e ser campeão não apenas em uma, mas em três divisões diferentes.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, 'Borrachinha' declarou que não ter uma segunda alternativa foi o que o fez chegar onde está. O lutador estreou em março de 2017 no Ultimate e, após quatro vitórias consecutivas, conseguiu agendar um duelo contra Yoel Romero, atual primeiro colocado no ranking e mais recente desafiante ao título dos médios. Em caso de vitória, o brasileiro ficaria muito próximo de disputar o cinturão que hoje pertence ao australiano Robert Whittaker, mas uma lesão do cubano adiou os planos do mineiro.

No entanto, isso parece não ter tirado a motivação de 'Borrachinha'. Como a maioria dos lutadores brasileiros, Paulo passou por dificuldades no início da carreira e aprendeu que a paciência pode ser uma aliada na busca pelo sucesso. Deste modo, o brasileiro de 27 anos mantém a confiança em seu planejamento e utiliza isso como motivação rumo a sua audaciosa estratégia para os próximos anos.

"O meu plano de carreira é simplesmente deter três cinturões e aposentar. Eu posso lutar nos meio-médios (77 kg), nos médios (84 kg) e nos meio-pesados (93 kg). Quero lutar boxe depois disso, antes dos 35 anos. Quem tem plano B não concretiza nem o plano A e nem o B. Você não pode ter um plano B na vida em nada. Quando tem plano B, na primeira dificuldade você vai desistir. E o que eu fiz? Disse que não queria plano B. Meu plano seria somente o A", afirmou.

"Eu não tinha dinheiro para pegar o ônibus para ir treinar e nem para comprar suplemento. Passei seis meses fora de casa. Passei Natal, Réveillon, tudo longe da família, sem ter condições de ir lá visitá-los. Mas eu simplesmente passei por tudo isso, porque eu não tinha plano B", completou.

'Borrachinha' está invicto na carreira profissional. Conhecido pela agressividade dentro do octógono, o mineiro venceu 11 dos 12 combates que realizou até hoje no MMA por nocaute ou nocaute técnico e nunca permitiu que suas lutas passassem do segundo round.

Esporte