PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Líder supremo iraniano rejeita qualquer contato esportivo com Israel

18/09/2021 10h47

Teerã, 18 Set 2021 (AFP) - O líder supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, reafirmou neste sábado (18) sua rejeição a qualquer contato entre atletas iranianos e israelenses, em um discurso aos medalhistas que participaram dos Jogos de Tóquio representando este país.

O Irã, inimigo jurado de Israel, não reconhece o Estado hebreu e fez de seu apoio à causa palestina um dos pilares de sua política externa desde a revolução islâmica de 1979.

Durante anos, os atletas iranianos se organizam para evitarem enfrentar adversários israelenses em competições, retirando-se dos torneios, inclusive justificando com atestados médicos.

"Um atleta iraniano, digno deste nome, não pode dar a mão a um representante do regime criminoso (israelense) para obter uma medalha", declarou o aiatolá Ali Khamenei, segundo um trecho de seu discurso publicado em seu site.

"O governo sionista sanguinário (...) tenta ganhar legitimidade participando de competições esportivas internacionais, com a assistência do mundo arrogante (Estados Unidos e os países ocidentais), mas nossos representantes esportivos e nossos atletas não devem permanecer passivos", acrescentou.

O Irã conquistou sete medalhas, três delas de ouro, nos Jogos Olímpicos de Tóquio e 24 mais (12 douradas) nos Paralímpicos.

ap/sk/rm/mcd/aa

Esporte