PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Hamilton nega fúria com Mercedes após estratégia de parada: 'Minha decisão'

Lewis Hamilton senta em seu carro dentro dos boxes da Mercedes; piloto negou estar brigado com a equipe - Mercedes
Lewis Hamilton senta em seu carro dentro dos boxes da Mercedes; piloto negou estar brigado com a equipe Imagem: Mercedes

Do UOL, em São Paulo

11/10/2021 10h54

Lewis Hamilton usou os seus stories do Instagram para rebater, na manhã de hoje, a tese de que ele tenha ficado irritado com a Mercedes em relação à estratégia de parada no GP da Turquia.

No texto, o britânico disse que foi o responsável pela decisão inicial de não parar, já que acreditava ser possível terminar a corrida sem trocar pneus - pouco depois, ele precisou ir aos boxes e perdeu a posição para Charles Leclerc, da Ferrari, terminando em 5°.

"Bom dia, mundo! Vi alguns da imprensa esta manhã exagerando um pouco no incidente da corrida de ontem sobre o momento de ir para as boxes. Não é verdadeiro dizer que estou furioso com a minha equipe. Como uma equipe, trabalhamos duro para construir a melhor estratégia possível, mas a corrida avança e você tem que tomar decisões divididas, porque há vários fatores que mudam constantemente", iniciou o piloto.

"Ontem, nós arriscamos ficar fora dos boxes com a esperança de que a pista fosse secar, mas isso não aconteceu. Eu queria arriscar para correr até o fim, mas foi minha decisão não entrar nos boxes e não funcionou. No fim, nós fizemos a parada, e essa foi a decisão mais segura", prosseguiu Hamilton em sua rede social.

Por fim, o piloto voltou a ressaltar a boa relação com a Mercedes e afastou qualquer possibilidade de racha, justificando o teor dos rádios com a equipe pelo "calor do momento".

"Vivemos e aprendemos. Ganhamos e perdemos como um time. Nunca espere que eu seja educado e calmo no rádio durante uma corrida. Nós somos muito apaixonados e, no calor do momento, essa paixão pode extrapolar, como acontece com todos os pilotos. Meu coração e minha alma estão lá fora, nas pistas, e é esse fogo que me levou tão longe. Toda e qualquer irritação deixada de lado rapidamente quando conversamos, sempre olhando para a próxima corrida", finalizou o britânico.

Fórmula 1