PUBLICIDADE
Topo

Tênis


Tênis

Tenista canadense vê egoísmo de Federer e Nadal e cobra mais ação

Rafael Nadal e Roger Federer foram cobrados pelo tenista canadense Brayden Schnur  - Matthew Stockman/Getty Images
Rafael Nadal e Roger Federer foram cobrados pelo tenista canadense Brayden Schnur Imagem: Matthew Stockman/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

15/01/2020 09h49

O canadense Brayden Schnur cobrou mais ação dos principais tenistas do mundo para pressionar a organização do Aberto da Austrália em relação aos jogos realizados em condições adversas por causa da fumaça proveniente dos incêndios na Austrália.

Para o tenista, que ocupa a 103ª colocação do ranking da ATP e reclamou da realização de jogos do qualifying ontem, o posicionamento de Roger Federer e Rafael Nadal teria que ser mais firme em relação ao assunto. Ele ainda disse que vê egoísmo na falta de ação de ambos.

"Tem que vir dos melhores(cobranças fortes sobre o calor e a qualidade do ar). Roger e Rafa são um pouco egoístas ao pensar em si mesmos e em suas carreiras. Como eles estão chegando ao fim e só pensam no legado deles, não estão pensando no esporte em si e tentando fazer o que é bom para o esporte", disse em entrevista à agência AP da Austrália e reproduzida pelo jornal The Guardian.

A polêmica teve início quando a organização do Aberto da Austrália agendou jogos do qualifying ontem mesmo diante de dados indicarem qualidade do ruim em Melbourne. A cidade é uma das que sofre com os efeitos da fumaça procedente dos incêndios que assolam a Austrália há meses e deixaram pelo menos 27 mortos e destruíram cerca de 2 mil casas.

Brayden Schnur foi um dos jogadores que entrou em quadra - venceu Sebastian Ofner por 2 sets a 1 - e disse ter sofrido com as condições adversas.
"Você sente a garganta seca. Isso não é normal e os jogadores com asma estão em grande desvantagem no momento. É por isso que os jogadores devem tomar uma decisão por si mesmos, porque não é saudável jogar assim", disse.

Ontem, na imagem mais representativa sobre as condições adversas, a eslovena Dalila Jakupovic teve que abandonar o jogo mesmo em vantagem no placar. "Eu estava com muito medo de desmaiar porque não conseguia mais andar", disse.

Diante das reclamações, a organização do Aberto da Austrália disse que a saúde e a segurança dos jogadores, funcionários e público são prioridades.

A rodada de hoje do qualifying primeiramente foi adiada devido às nuvens de fumaça tóxica no céu de Melbourne. Posteriormente, suspensa pelas chuvas.
Estrelas do tênis ainda não se pronunciaram sobre a reclamação dos tenistas que disputam o qualifying, mas prometem ajudar com dinheiro o combate aos incêndios. Rafael Nadal, Roger Federer e Serena Williams, entre outros, pretendem disputar uma partida amistosa como forma de arrecadação de fundos.

A chave principal do Aberto da Austrália terá início no dia 20 de janeiro.

Tênis