PUBLICIDADE
Topo

Tênis

Serena revela choro após desculpas a Osaka por confusão em final do US Open

Serena Williams e Naomi Osaka na final do US Open - Julian Finney/Getty Images
Serena Williams e Naomi Osaka na final do US Open Imagem: Julian Finney/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

09/07/2019 15h42

Serena Williams abriu o jogo sobre a derrota na final do US Open do ano passado contra Naomi Osaka. Na ocasião, a norte-americana levou três advertências do árbitro de cadeira, Carlos Ramos.

Primeiro, ela foi advertida por supostamente ter recebido instruções de seu técnico. Serena negou e começou a discutir com Ramos. Na sequência, a norte-americana quebrou sua raquete e levou a segunda advertência, perdendo um ponto durante o segundo set. Por fim, a veterana chamou o árbitro de "ladrão" e acabou advertida pela terceira vez, perdendo um game. Serena ainda declarou após a partida que Ramos foi "sexista".

Em carta publicada no site Harper's Bazaar, a tenista contou sobre o pedido de desculpas que enviou a Osaka.

"Ei, Naomi! Aqui é a Serena Williams. Como eu disse na quadra, estou muito orgulhosa de você e sinto muito. Eu pensei que estava fazendo a coisa certa em me defender. Mas eu não tinha ideia de que a mídia nos colocaria uma contra a outra. Eu adoraria a chance de viver esse momento novamente. Eu sou, fui e sempre serei feliz por você e te apoiarei. Eu nunca quero que a luz deixe de brilhar com outra mulher, especialmente uma atleta e negra. Não posso esperar pelo seu futuro e sempre estarei assistindo como uma fã. Só desejo sucesso a você hoje e no futuro. Estou muito orgulhosa de você. Todo o meu amor da sua fã, Serena."

A norte-americana diz que se emocionou com a resposta enviada por Osaka. "Quando a resposta de Naomi veio, as lágrimas rolaram pelo meu rosto. 'As pessoas podem confundir a raiva com força, porque não podem diferenciar entre os dois', disse ela graciosamente. 'Ninguém se levantou do jeito que você fez e você precisa continuar sendo pioneira'", escreveu.

"Foi nesse momento que eu percebi o real motivo do US Open ter sido tão difícil de superar. Não foi pela reação que enfrentei, mas pelo que aconteceu com a jovem mulher que merecia muito mais em seu momento especial. Eu senti que era minha culpa e que devia ter ficado com a boca fechada. Mas agora, vendo o texto dela e colocando tudo em perspectiva, percebi que ela estava certa", disse Serena.

Tênis