PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Tênis vai cair de popularidade quando Federer e Nadal pararem", diz Becker

Ex-número 1 do mundo destacou o carisma que têm o suíço e o espanhol - AP Photo/Rick Rycroft
Ex-número 1 do mundo destacou o carisma que têm o suíço e o espanhol Imagem: AP Photo/Rick Rycroft

Do UOL, em São Paulo

23/06/2015 10h56

Atual treinador do sérvio Novak Djokovic, o alemão Boris Becker reconhece a importância de dois dos principais rivais de seu pupilo no tênis. O ex-número 1 do mundo acredita que as aposentadorias do suíço Roger Federer e do espanhol Rafael Nadal vai diminuir o interesse do público pelo tênis.

Para o dono de seis títulos de Grand Slam, o suíço e o espanhol têm um enorme carisma e chamam a atenção do público por suas exibições em uma época muito empolgante para o tênis. Becker vê a modalidade em um momento de grande popularidade ao redor do mundo.

“Acho que temos um crescimento de popularidade no tênis masculino nos últimos 10 anos”, declarou o alemão, que destacou a importância de Federer e Nadal para isso. “Mas temos que nos perguntar: o que acontecerá quando Roger parar e Rafa não voltar mais? É impossível manter só com Novak e Andy (Murray)”, opinou.

“Temos um gurpo de jovens australianos como Nick Kyrgios, Thanasi Kokkinakis, que têm personalidade e são interessantes de ver jogar, mas há um abismo entre jogadores que você já conhece e outros que não sabe nada sobre. Temos que tomar cuidado nos próximos dois ou três anos”, acrescentou o germânico.

Becker acredita que a ATP tem forçado os jogadores atuais a reprimirem suas personalidades visando uma melhor imagem com a mídia. “Hoje em dia tudo é supervisionado e não vemos ninguém muito crítico”, afirmou o alemão de 47 anos.

“Há microfones em todos os cantos e também as redes sociais, por isso muitas vezes os jogadores seguram suas emoções e isso não é legal, pois queremos ver pessoas de verdade. Admiro muito o ‘Big Four’, que são jogadores excepcionais e com personalidade”, analisou Becker.

O alemão destacou que são as rivalidades que trazem graça ao circuito e que todos esperam, hoje em dia, por duelos entre dois do ‘Big Four’ (Djokovic, Federer, Murray e Nadal). “São essas partidas que deixam os fãs fascinados pelo esporte”, finalizou.
 

Esporte