Topo

Futebol


São Paulo comemora aniversário do primeiro título da Copa Libertadores

17/06/2019 15h15

Enquanto o elenco atual folga por conta da pausa para a Copa América, o São Paulo aproveita para comemorar um dos mais importantes títulos de sua história: a Copa Libertadores de 1992. Nesta segunda-feira, 17 de junho, faz exatamente 27 anos que o Tricolor conquistou a América pela primeira vez.

?

?Com gol de Raí, aos 22 minutos do segundo tempo, o time de Telê Santana venceu o Newell's Old Boys, da Argentina, por 1 a 0 e levou a partida para a decisão por pênaltis. A cobrança de Gamboa, defendida por Zetti, decretou a inédita conquista e garantiu a festa à multidão de torcedores presentes ao Morumbi e que invadiu o gramado para comemorar ao lado dos ídolos e festejar a noite inesquecível.

Zetti, Alexandre, o goleiro reserva, e Valdir Joaquim de Moraes, o preparador de goleiros formaram uma verdadeira equipe de espionagem. Valdir estudara e anotara cada forma de bater pênaltis dos cobradores argentinos, que na semifinal passaram por uma maratona de pênaltis (eliminaram o América da Colômbia por 11 a 10). Já Alexandre "cantava" a Zetti, do meio-campo, o modo com que cada jogador pegava na bola.

No entanto, sem a entrada de Macedo, o jovem entoado pela torcida e que entrou no segundo tempo no lugar de Müller, nada disso teria sido possível. Na primeira participação do atacante, ele sofreu o pênalti que Raí cobrou e deu a vitória ao São Paulo, levando o jogo para a decisão por pênaltis, vencida pelo Tricolor e que provocou comoção nos mais de 105 mil pagantes no Morumbi.

Confira a ficha técnica da partida:

São Paulo 1 (3) x (2) 0 Newell's Old Boys

Data/Local: 17/6/1992 - Estádio Cícero Pompeu de Toledo, Morumbi

São Paulo: Zetti, Cafu, Antônio Carlos, Ronaldão e Ivan; Adílson, Pintado e Raí (capitão); Muller (Macedo), Palhinha e Elivélton.

Técnico: Telê Santana.

Gol: Raí (pênalti), 22'/2

Newell's: Scoponi, Saldaña, Gamboa (capitão), Pocchettino e Berizzo; Llop, Berti e Martino (Domizzi); Zamora, Lunari e Mendoza.

Técnico: Marcelo Bielsa.

Árbitro: José Joaquín Torres Cadenas (Colômbia)

Assistente 1: Jorge Zuluaga (Colômbia)

Assistente 2: John Redón (Colômbia)

Renda: Cr$ 1.072.490.000,00

Público: 105.185 pagantes

Futebol