PUBLICIDADE
Topo

Esporte

O Botafogo atravessa a pior fase da temporada? LANCE! analisa

20/10/2017 07h00

O momento do Botafogo não é dos melhores, e disso ninguém duvida. Mas o Alvinegro atravessa a pior fase na temporada? Alguns números mostram que sim. Outros negam. O LANCE! detalha.

A defesa é um exemplo. Ao ver Marquinhos balançar as redes na última quarta-feira, no empate em 1 a 1 com o Avaí, o time carioca sofreu gol pela sexta partida consecutiva na temporada e igualou a pior marca do ano, que aconteceu outras duas vezes (entre abril e maio e entre janeiro e fevereiro).

Na sequência atual, são nove tentos anotados contra o gol de Gatito Fernández. Se fosse um campeonato de pontos corridos, o Botafogo teria somado sete pontos no período. De longe, os números são piores do que a primeira sequência de seis jogos sofrendo gols. Naquela época, o Glorioso teve a defesa vazada em oito confrontos (teria um ponto a mais, oito) e não foi eliminado de nenhuma competição, algo que aconteceu agora (para o Grêmio, na Libertadores, quando sofreu o primeiro gol da nova sequência).

Por outro lado, a série negativa de agora é melhor do que a iniciada na final da Taça Rio, com o 2 a 0 para o Vasco. Naqueles seis jogos, o Glorioso sofreu onze gols, foi eliminado também no Campeonato Carioca e teria somado apenas quatro pontos.

Mas não é só este elemento que faz o Botafogo, talvez, atravessar o pior momento da temporada. O questionamento da torcida em cima do trabalho de Jair Ventura e de alguns jogadores também colabora. A recepção de cerca de 15 alvinegros no aeroporto, após o tropeço em Florianópolis, pode ser um indicativo de que os botafoguenses estão desacreditando do time?

Ataque em baixa?

Não só de contestações à defesa passa o clube. O ataque também parece estar em queda, sobretudo desde a saída de Roger. São quatro jogos sem o camisa 9 e cinco gols. A média é de 1,25 gol/jogo, levemente inferior à média da temporada de 1,29.

O artilheiro da temporada, com 17 gols, faz falta, mas o vice-artilheiro (Rodrigo Pimpão, com nove) e o terceiro goleador da temporada, Bruno Silva, com oito, não estão em paz com as redes. O atacante não marca há dez jogos e o volante vive um jejum de nove partidas sem fazer gols.

O que dizem os especialistas? O Botafogo atravessa a pior fase da temporada?

Leonardo Pereira, editor do LANCE!

?- Sem dúvida, é o pior momento. Em outras fases difíceis neste ano, o time e a torcida se apegavam à participação na Copa Libertadores. Agora, o Botafogo perdeu esse "porto seguro". Parece-me também que o Glorioso ainda sente a eliminação nas quartas de final.

Eduardo Mansell, editor do LANCE!

- Não vejo assim. O Botafogo vem de uma derrota em clássico e um empate com atuação ruim, mas ainda é o vice-líder do returno (com 19 pontos, um a menos que o Cruzeiro), está no G7, com boas chances de ir à Libertadores. O pior momento foi no início da temporada. Começamos o ano perdendo para o Madureira e totalmente desacreditados na Libertadores.

Felippe Rocha, repórter do LANCE!

- ?É lógico que o momento no Campeonato Brasileiro não é bom. São quatro pontos em doze. Mas acho que o que pesa mais são as eliminações, que eram as grandes esperanças da torcida e que a motivaram por toda a temporada. O protesto da última quinta-feira me parece exagerado, contando que uma derrota foi em clássico. Vale lembrar que o Botafogo já tinha vacilado contra outras equipes da parte de baixo da tabela, o que faz parte também.

O protesto é desproporcional. O time segue no G7, assim como no ano passado, e na vice-liderança do returno. É um momento ruim, é, mas não é desesperador tendo em vista o investimento feito e os objetivos para a temporada.

Números da atual fase do Botafogo (últimos seis jogos)

?Grêmio 1 x 0 Botafogo (Libertadores)

Coritiba 2 x 3 Botafogo (Brasileiro)

Botafogo 2 x 3 Vitória (Brasileiro)

Botafogo 2 x 1 Chapecoense (Brasileiro

Vasco 1 x 0 Botafogo (Brasileiro)

Avaí 1 x 1 Botafogo (Brasileiro)

Nove gols sofridos/uma eliminação/ três derrotas, um empate e duas vitórias/sete pontos

Primeira sequência negativa (6 jogos):

Madureira 2 x 0 Botafogo (Carioca)

?Botafogo 1 x 1 Nova Iguaçu (Carioca)

?Botafogo 2 x 1 Colo Colo (Libertadores)

Botafogo 2 x 1 Macaé (Carioca)

?Colo Colo 1 x 1 Botafogo (Libertadores)

?Botafogo 1 x 2 Flamengo (Carioca)

Oito gols sofridos/ duas derrotas, duas vitórias e dois empates/ oito pontos

Segunda sequência negativa (6 jogos):

Vasco 2 x 0 Botafogo (Final da Taça Rio)

Barcelona - EQU 1 x 1 Botafogo (Libertadores)

Flamengo 2 x 1 Botafogo (Semifinal do Carioca)

Botafogo 2 x 1 Sport (Copa do Brasil)

Botafogo 0 x 2 Barcelona - EQU (Libertadores)

Grêmio 2 x 0 Botafogo (Brasileiro)

11 gols sofridos/ 4 derrotas, uma vitória e um empate/ 4 pontos/ duas eliminações

Média de gols na temporada: 1,296 (83 gols em 64 jogos)

Média de gols desde a saída de Roger: 1,250 (cinco em quatro jogos)

Esporte