PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Especialista americano: 'Reputação de Ryan Lochte se afogou na piscina'

23/08/2016 17h28

Em entrevista para revista "Vanity Fair", uma das mais populares dos Estados Unidos, Eric Schiffer, presidente da Reputation Management Consultants (Consultores de Gestão de Reputação) disse que o nadador Ryan Lochte - que admitiu ter forjado uma história na qual ele e seus companheiros James Feigen, Gunnar Bentz, e Jack Conger foram assaltados à mão armada no Rio durante os Jogos - não tem muito o que fazer para tentar recuperar a reputação.

- Sua imagem se afogou no fundo da piscina. Sua carreira está ameaçada de extinção e isso terá um efeito de granadas na sua conta bancária, pois qualquer anunciante passará a olhar para ele como um pária no mundo moderno - disse.

Prova disso é que as empresas que patrocinavam o nadador dono de 12 medalhas olímpicas anunciaram o rompimento dos seus contratos. São elas Speedo, Ralph Lauren, Airweave e Syneron-Candela.

Schiffer diz que o único caminho que resta a Lochte é manter-se competitivo nas piscinas para, talvez, mantendo bons resultados conseguir limpar um pouco o seu nome.

- Esta a sua melhor chance. Nas raias, Lochte ainda é um dos grandes e ele pode tentar continuar a carreira em alto nível. Assim, no futuro, pode ser que recupere uma pequena parte da reputação que perdeu.

Esporte