PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Conmebol define a arbitragem para a final da Libertadores

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

17/01/2021 18h14

A Conmebol definiu neste domingo o quadro de arbitragem para a grande final da Copa Libertadores da América, que será decidida entre Palmeiras e Santos, no próximo dia 30, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

O argentino Patricio Loustau é quem comandará o apito na decisão, auxiliado por Ezequiel Brailovsky e Diego Bonfa, conterrâneos do árbitro principal. Já o VAR será liderado por Mauro Vigliano, também da Argentina.

Patricio Loustau é árbitro da primeira divisão argentina desde 2009 e já esteve presente em duas finais da Copa Argentina, tanto em 2016 quanto em 2018. Na última edição da Libertadores, inclusive, ele apitou a semifinal entre Flamengo e Grêmio. Já nesta temporada, conduziu o Gre-Nal da quarta rodada do Grupo E.

Confira o quadro de arbitragem completo da final da Libertadores

Árbitro: Patricio Loustau (Argentina)

Árb. Asist. 1: Ezequiel Brailovsky (Argentina)

Árb. Asist. 2: Diego Bonfa (Argentina)

4to. Árbitro: Dario Herrera (Argentina)

5to. Árbitro: Julio Fernandez (Argentina)

VAR: Mauro Vigliano (Argentina)

AVAR: Jhon A. Ospina (Colômbia)

AVAR 2: Juan P. Belatti (Argentina)

AVAR 3: Fernando Rapallini (Argentina)

Asesor de Árbitros: Nilson Moncao (Brasil)

Quality Manager: Sergio Correa (Brasil)

Essa será apenas a terceira vez que a Libertadores será decidida entre dois clubes brasileiros. A primeira foi em 2005, quando São Paulo e Athletico se enfrentaram, com os paulistas levando a melhor. No ano seguinte, o Tricolor esteve mais uma vez na final, dessa vez contra o Internacional. Na ocasião, os gaúchos ergueram o troféu.

Futebol