PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2021

No reencontro com a torcida, São Paulo e Santos empatam e mantêm pressão

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

07/10/2021 20h31

Classificação e Jogos

No reencontro com sua torcida no Morumbi, o São Paulo somou mais uma rodada sem triunfar no Campeonato Brasileiro e ficou no empate por 1 a 1, na noite de hoje (7), com o Santos. O resultado ajuda a aumentar a pressão em cima do técnico Hernán Crespo. O Peixe, por sua vez, se mantém como o primeiro time fora da zona de rebaixamento e segue ameaçado na tabela.

Com a igualdade no clássico, o São Paulo chegou ao seu 29º ponto e se mantém na 14ª posição — fora do grupo de classificados à Copa Sul-Americana do ano que vem. O Santos chega aos 25, abre dois de distância para o Z4, mas segue ameaçado de queda à Série B.

O melhor: Calleri

Em sua reestreia como titular no São Paulo, o argentino Jonathan Calleri deu mobilidade ao ataque tricolor, segurou os zagueiros do Santos e ainda deixou sua marca em cobrança de pênalti.

O pior: Camacho

O primeiro volante do Santos não conseguiu ligar a defesa ao ataque, atuou muito próximo dos zagueiros de seu time e deu espaços para as investidas são-paulinas pelo meio de campo.

Torcida volta ao Morumbi

Foram mais de 19 meses de arquibancadas vazias no estádio do Morumbi ocasionados pela pandemia da Covid-19. Na noite desta quinta (7), os são-paulinos puderam reencontrar o time do coração após a decisão do governo do Estado em liberar a venda de ingressos de até 30% da capacidade dos estádios paulistas. No clássico San-São, o público foi de 5.529 torcedores, com renda bruta de R$ 393.437,00.

Corneteiros de plantão

Durante o aquecimento no gramado do Morumbi, os jogadores do São Paulo voltaram a conviver com os corneteiros das arquibancadas. O nome do atacante Pablo e do goleiro Tiago Volpi foram ironizados em vários momentos por torcedores alocados na arquibancada azul (faixa central do campo). O lateral Reinaldo também ouviu uma ou outra crítica antes de a bola rolar.

O primeiro gol do Santos com Fábio Carille

Demorou muito pouco para o placar do estádio do Morumbi ser inaugurado no San-São. Com apenas quatro minutos de jogo, o volante Carlos Sánchez recebeu bola na entrada da área, dominou, ajeitou o corpo e bateu colocado, de chapa, em direção ao gol defendido por Tiago Volpi. O goleiro são-paulino ainda tentou a defesa, mas a bola caprichosamente bateu na trave antes de estufar a rede.

VAR, bate-boca e gol do São Paulo

Com o Santos em vantagem, o jogo ficou morno durante mais de meia hora. Só nos minutos finais o São Paulo ensaiou uma pressão em cima do rival. Em um chute de fora da área de Rodrigo Nestor, a bola desviou na região do ombro de Vinícius Balieiro, e o árbitro Raphael Claus marcou pênalti após checagem do VAR. Os atacantes Luciano e Calleri discutiram para ver quem batia e o argentino ganhou o debate, assim como também venceu o goleiro João Paulo para empatar o jogo ao Tricolor.

São Paulo acua o Santos e desperdiça chances

No início do segundo tempo, o time da casa esteve mais ligado em campo e criou as melhores chances. Primeiro com Igor Gomes, que aproveitou bola rebatida dentro da área e bateu cruzado, rente à trave defendida por João Paulo. Na sequência, Gabriel Sara e Calleri tabelaram entre os defensores santistas, o meia saiu cara a cara com o goleiro, mas optou por dar um passe ao colega argentino ao invés de finalizar. O lance, no entanto, foi anulado por impedimento no início da jogada.

Volpi frustra planos do Santos

Nos acréscimos do segundo tempo, o Santos quase conquista a vitória no Morumbi. Em bola trabalhada pela esquerda, Pirani e Lucas Braga tabelaram dentro da área e encontraram Felipe Jonatan em condições de finalização. O jogador bateu rasteiro, cruzado e Tiago Volpi se esticou todo para manter a igualdade no marcador.

Próximos jogos

O São Paulo volta a campo na segunda-feira (11) para enfrentar o Cuiabá, na Arena Pantanal. Um dia antes, no domingo (10), o Santos reencontra a sua torcida na Vila Belmiro em confronto direto com o Grêmio (17°) na luta contra o rebaixamento. As partias são válidas pela 25ª rodada da Série A.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1 x 1 SANTOS
Competição: Campeonato Brasileiro - 24ª rodada
Data: 07/10/2021 (quinta-feira)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Silva Manis (Fifa/SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (Fifa/SP)
Cartões amarelos: Benítez e Wellington (São Paulo); Vinícius Balieiro, Marcos Guilherme, Danilo Boza e Marinho (Santos)
Gols: Carlos Sánchez (SAN), aos 4' do 1º tempo (0-1); Calleri (SPFC), aos 34' do 1º tempo (1-1).

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Gomes, Miranda, Léo e Wellington; Luan (Gabriel) e Rodrigo Nestor (Liziero); Luciano, Marquinhos (Gabriel Sara), Rigoni e Calleri (Benítez). Técnico: Hernán Crespo

SANTOS: João Paulo; Vinícius Balieiro, Velázquez, Wagner (Lucas Braga) e Marcos Guilherme; Camacho (Danilo Boza), Carlos Sánchez (Gabriel Pirani), Vinícius Zanocelo e Felipe Jonatan; Marinho e Léo Baptistão (Diego Tardelli). Técnico: Fábio Carille