PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2021

Sob olhares de Renato, Flamengo vira sobre a Chapecoense e espanta crise

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

11/07/2021 20h06

Classificação e Jogos

Sob os olhares do técnico Renato Gaúcho, o Flamengo interrompeu a série de duas derrotas seguidas ao vencer hoje (11) a Chapecoense por 2 a 1, pelo Campeonato Brasileiro. Os gols da virada rubro-negra no Maracanã foram marcados por Arrascaeta e Michael. Perotti abriu a contagem para os visitantes.

Os donos da casa buscaram a vitória e foram premiados pela luta. Ante a postura defensiva do rival, o Rubro-negro precisou de muita paciência para furar o bloqueio.

Na próxima quarta (14), o Flamengo volta as atenções para a Libertadores e encara o Defensa y Justicia, às 21h30, no Estádio Norberto Tomaghello. Os catarinenses encaram no domingo (18) o Cuiabá, 11h, na Arena Condá.

Flamengo domina posse de bola

O Flamengo teve a bola na maior parte do tempo, mas viu um muro verde postado adiante. Com o meio congestionado, a equipe encontrou dificuldades e circulou a bola, porém sem muita objetividade. O time encontrou dificuldades no último passe e no arremate, além de ter parado no goleiro João Paulo. Na base da luta, a equipe arrancou a vitória.

Chapecoense fechadinha

Com nenhuma vitória no Brasileirão, os visitantes jogaram para se defender e tentar explorar uma bola comprida nas costas da zaga. A equipe de Jair Ventura dificultou o trabalho do Flamengo, perdeu uma chance incrível com Fabinho e contou com uma falha de Diego Alves para abrir a contagem.

João Paulo vai bem

A noite no Maracanã foi do goleiro João Paulo, que colecionou defesas difíceis contra o Flamengo. Em arremates de Pedro, Thiago Maia e Gustavo Henrique, o jogador da Chapecoense teve boa atuação. Ele não teve culpa nos gols sofridos.

Diego Alves falha

O camisa 1 rubro-negro vinha cumprindo ótima atuação, mas teve participação decisiva no gol da Chape. Em falta cobrada, o jogador foi mal na bola, e ela sobrou limpa para Perotti abrir a contagem.

Everton de volta

Após a volta da Copa América, o meia Everton Ribeiro reapareceu no Flamengo. O camisa 7 não esteve em um dia dos mais inspirados, mas sua presença já melhorou o lado direito da equipe. Com alguns bons passes e triangulações, teve boa participação.

Léo falha, Diego salva

Em incrível vacilo de Léo Pereira, Fabinho saiu na cara de Diego Alves, mas o goleiro do Flamengo fez defesa com uma mão. Salvador o camisa 1, que falharia depois.

Cronologia

Aos 21 minutos da etapa final, Busanello cobrou falta rasteiro, Diego Alves falhou, e Perotti só completou para o gol. Aos 32, Arrascaeta bateu e empatou. Aos 35 minutos, Michael driblou o zagueiro, o goleiro e virou.

Renato na área

Novo técnico do Flamengo, Renato Gaúcho acompanhou o jogo no Maracanã. Antes de a bola rolar, ele esteve no vestiário para um primeiro contato com seus novos comandados. Ele viu o jogo ao lado do presidente Rodolfo Landim, do vice de futebol Marcos Braz e do diretor Bruno Spindel.

Gramado

Após muitas críticas, o Flamengo voltou a ter um gramado em melhores condições. Reformado para a final da Copa América, o campo do Maracanã estava melhor.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2x1 CHAPECOENSE

Motivo: 10ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 11 de julho de 2021
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Horário: 18h15 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Gols: Perotti, aos 21 minutos do segundo tempo; Arrascaeta, aos 32 minutos do segundo tempo. Michael, aos 35 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Arrascaeta, Léo Pereira, Vitinho (FLA);Busanello, Fernandinho, Anselmo Ramon (CHA)
Cartões vermelhos:

Flamengo: Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Gustavo Henrique, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Thiago Maia (Vitinho), Everton Ribeiro e Arrascaeta (Piris da Motta); Muniz (Michael) e Pedro. Técnico: Maurício Souza

Chapecoense: João Paulo; Matheus Ribeiro, Ignácio, Felipe Santana Derlan e Busanello; Anderson Leite, Lima e Anselmo Ramon (Perotti); Fabinho (Kaio Nunes) e Fernandinho (Foguinho). Técnico: Jair Ventura