Topo

Esporte


Japonês comparado a Messi assina com o Real e vira atração da Copa América

Takefusa Kubo participa de treino da seleção do Japão em São Paulo - Miguel Schincariol/AFP
Takefusa Kubo participa de treino da seleção do Japão em São Paulo
Imagem: Miguel Schincariol/AFP

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

17/06/2019 12h00

Você já ouviu falar de Takefusa Kubo? Provavelmente, não. Este jovem de 18 anos convive desde a adolescência com a pressão de assumir um papel protagonista no futebol do Japão. O meia foi criado como jogador na base do Barcelona, ouviu muitas comparações por possuir estilo de jogo parecido ao de Lionel Messi e agora virou atração na Copa América após ser confirmado como novo reforço do Real Madrid.

Kubo passa por uma estratégia já consolidada na equipe da capital espanhola. Ainda jovem e em desenvolvimento, o japonês iniciará a trajetória como jogador blanco no Castilla, o time B madridista.

Nova casa do asiático, a equipe de apoio do Real Madrid, que disputa a terceira divisão do Campeonato Espanhol, serviu como base para nomes importantes do elenco de Zinedine Zidane, como o volante Casemiro e, recentemente, Vinícius Júnior. Ali, os brasileiros se desenvolveram para reforçar o principal time do gigante espanhol.

O acerto anunciado pelo Real, no entanto, ainda fica no segundo plano para japonês. Em entrevista na cidade de São Paulo, às vésperas da estreia de hoje (17) na Copa América, diante do Chile, no Morumbi, Kubo evitou comentar sobre o novo clube. A revelação asiática acabou convocada pelo trabalho no FC Tokyo.

"Só vou falar de Copa América", repetiu Kubo, quase que como um mantra após ser questionado por jornalistas sobre o acerto com o maior vencedor da história da Liga dos Campeões.

Agora no Real Madrid, Kubo ganhou fama no Japão antes do acerto da última semana. Quando tinha apenas 10 anos, o meia-atacante recebeu um convite para ingressar na categoria sub-11 do Barcelona. Em La Masia, rapidamente chamou a atenção pelo estilo de jogo e recebeu as primeiras comparações com Messi, grande estrela do clube catalão e protagonista desta Copa América.

Todo o processo de criação na Catalunha, entretanto, parou em 2015. Acusado de violar as leis de transferência para menores de 18 anos, o Barcelona perdeu o direito de escalar Kubo nas categorias de base. Inelegível para atuar na Espanha, o japonês retornou para o país natal no ano de 2015.

O aprendizado na Espanha acelerou a carreira do jovem de apenas 18 anos. Kubo estreou como profissional na terceira divisão com apenas 15 anos.

Em 2019, devidamente alçado ao elenco profissional do FC Tokyo, atuou regularmente como titular (12 vezes em 14 jogos), anotou quatro gols na J-League e chamou a atenção da comissão técnica de Hajime Moriyasu, que deposita grande responsabilidade sobre o projeto olímpico no "Messi japonês".

Mais Esporte