PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Corinthians tentou Mano antes de Carille, mas salário no Cruzeiro assustou

DOUGLAS MAGNO / AFP
Imagem: DOUGLAS MAGNO / AFP

Do UOL, em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro

28/11/2018 04h00

O Corinthians cogitou a contratação de Mano Menezes antes de encaminhar o acordo com Fábio Carille, hoje no Al-Wehda, da Arábia Saudita. Integrantes da diretoria chegaram a conversar com o técnico bicampeão da Copa do Brasil pelo Cruzeiro. No entanto, o valor recebido pelo comandante e seus pares na Toca da Raposa II fez o clube paulista desistir da contratação.

O treinador recebe cerca de R$ 800 mil mensais em Belo Horizonte. Um dos auxiliares de Mano tem salário que supera a casa dos R$ 100 mil por mês. O montante foi considerado alto e assustou a cúpula corintiana. O técnico foi prontamente descartado. O Corinthians estipulou um teto de R$ 400 mil mensais para o futebol em 2018. O clube admite subir um pouco esse valor para contratar Fábio Carille.

Após a publicação da nota, a assessoria de Mano Menezes se pronunciou sobre o fato. A UOL De Primeira, no entanto, sustenta a versão publicada anteriormente. Veja, abaixo, a nota enviada pela assessora do técnico:

"Até a publicação desta matéria, a assessoria do técnico Mano Menezes destaca que não foi procurada para a confirmação desta informação. O técnico lamenta a postura do portal, com quem sempre estabeleceu uma boa relação profissional. Ele não confirma nenhuma das informações colocadas na matéria e reitera que não negociou com nenhum clube, pois como já disse inúmeras vezes publicamente, não está disponível no mercado. Apesar de afastado das atividades do gramado por questões de saúde, ele segue trabalhando diretamente com a diretoria do Cruzeiro no planejamento da temporada 2019".

(Por Diego Salgado e Thiago Fernandes)

Fla e Flu celebram paz e miram final do sub-17 no Maracanã

Flamengo e Fluminense travaram uma pequena disputa para saber quem atuaria no Maracanã na última rodada do Brasileiro. Apesar do cabo de guerra, a prova de que o conflito não arranhou o bom relacionamento é que as partes já caminham na mesma direção para ocuparem o estádio juntos muito em breve. Em comum acordo, os clubes costuram com a concessionária que administra o estádio e a CBF a realização das finais da Copa do Brasil sub-17 no local.

Ainda sem datas definidas (as finais serão em dezembro), as partidas no principal estádio carioca dependem não apenas da vontade da dupla, já que questões sobre custos, operação, segurança e calendário de eventos do Maracanã são fatores importantes para que o martelo seja batido. (Por Leo Burlá)

No Atlético-MG, Gallo procurou agente errado em negociação

Demitido do Atlético-MG há um mês, Alexandre Gallo cometeu uma gafe enquanto exerceu a função de diretor de futebol do clube. Interessado na contratação de João Paulo, hoje no Botafogo, o dirigente ligou para o empresário errado com o intuito de tentar a contratação do meio-campista. O jogador é agenciado por Cristian Manica, que também trabalha com o jovem Carlos Eduardo, ex-Goiás. O então cartola, no entanto, entrou em contato com Cristiano Manica, agente de Adilson. A conversa aconteceu pouco antes do atleta sofrer a grave lesão que o tirou do gramado por oito meses. O atleta era um dos nomes que agradava ao dirigente que exerceu a função entre dezembro de 2017 e outubro de 2018. (Por Thiago Fernandes)

Palmeiras não topa novo empréstimo, e Botafogo ficará sem Erik

Um dos destaques do time nesta reta final do Campeonato Brasileiro, Erik terá uma curta e intensa passagem pelo Botafogo. Nada mais que isso. Tudo porque o Palmeiras mudou de ideia e não está mais disposto a emprestar o atleta. Dono dos direitos econômicos, o Alviverde quer recuperar os R$ 13 milhões investidos e tentará vender o atacante. Neste cenário, os cariocas, em crise financeira, estão fora de combate. Até mesmo se o Palmeiras aceitasse novo empréstimo o Botafogo estaria em situação complicada. Com o bom desempenho de Erik, autor de cinco gols no Brasileiro, vários clubes estão interessados e dispostos a abrir os cofres para ter o atacante mesmo que apenas por um período. O Alvinegro aposta apenas no 'namoro' que deu certo e na valorização que o atleta conquistou em poucos meses. (Por Bernardo Gentile)

SPFC: Lugano não assumirá cargo de R. Rocha no futebol

Quando a saída de Ricardo Rocha do São Paulo foi anunciada, muitos começaram a especular a possibilidade de o superintendente de relações institucionais do clube, Diego Lugano, assumir a vaga de coordenador de futebol. No entanto, segundo apurou a De Primeira, o uruguaio não deve trocar de pasta. O campeão mundial de 2005 está satisfeito com o seu trabalho no clube e cogita até fazer um projeto social. Por isso, ele não tem a intenção de passar para o futebol. O uruguaio continua com respaldo dentro do Morumbi e, quando possível, dá conselhos e tenta colaborar com o futebol. Raí deve permanecer no cargo de executivo do clube. (Por José Eduardo Martins)

Coritiba: Discurso de ex-presidente ajuda a brecar impeachment

Um discurso de Vilson Ribeiro de Andrade ajudou a mudar o panorama no Conselho Deliberativo do Coritiba, que votou por arquivar o processo de impeachment contra Samir Namur, atual presidente. Presidente do Coxa entre 2011 e 2014, Vilson pediu a palavra e se manifestou contra o processo, mesmo tendo sido oposição à Namur nas eleições. ?Falei sobre a grandeza do clube e respeito à democracia, o desgaste político de uma judicialização, além que nesse momento a união será fundamental para superarmos as inúmeras dificuldades. Realmente foi um discurso forte e extremamente emoção chamando a razão. Não se brinca com uma instituição por vaidades pessoais?, relatou à De Primeira. O Conselho, então, votou pelo arquivamento do processo contra Namur. (Por Napoleão de Almeida)