PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Uefa amplia vagas para grandes na Liga e inibe surgimento de concorrente

Pelo menos 16 das 32 vagas na fase de grupos serão ocupadas pelas federações ?Top 4?  - Eric Gaillard/Reuters
Pelo menos 16 das 32 vagas na fase de grupos serão ocupadas pelas federações ?Top 4? Imagem: Eric Gaillard/Reuters

Do UOL, em São Paulo

26/08/2016 10h02

A Uefa mudou o regulamento da Liga dos Campeões e privilegiou as equipes e federações poderosas da Europa. Após forte pressão nos bastidores, os quatro federações mais fortes do continente (Alemanha, Inglaterra, Espanha e Itália) agora terão direito a quatro vagas cada na fase de grupos, composta por 32 times.

Antes, a Espanha, Inglaterra e Alemanha tinham direito a três clubes cada, além de um quarto que poderia vir da pré. A Itália tinha duas vagas diretas e uma terceira pela qualificatória.

Desta forma, pelo menos 16 das 32 vagas na fase de grupos serão ocupadas pelos “Top 4” da Europa.

A medida, válida até 2021 e aprovada pelo Executivo da Uefa, visa dar maior visibilidade aos considerados melhores na maior competição de clubes da Europa e inibir o desenvolvimento de liga concorrente.

Bilionário quer criar Superliga da Europa

O bilionário norte-americano Stephen Ross pretende criar a Superliga da Europa e levar jogos do torneio europeu para a Ásia e Américas do Norte e do Sul. O campeonato teria cerca de 20 times e reuniria somente os times mais consagrados do continente. A proposta atraía clubes grandes, pois dava a garantia de presença no torneio, ao contrário da Liga dos Campeões.

Em março, representantes do Manchester United, Arsenal, Chelsea, Liverpool e Manchester City se reuniram para estudar projeto de criação do torneio concorrente. A ideia é atrair as principais potências do continente para um torneio longo, esvaziando as competições domésticas (nacionais) e a Liga dos Campeões.

Esporte