PUBLICIDADE
Topo

Gaúcho - 2019

Inter sofre outro gol pelo alto, lembra baixas e procura novo encaixe

Lateral direito Fabiano foi lembrado quando Inter comparou as defesas de 2018 e 2019 - Ricardo Duarte/Inter
Lateral direito Fabiano foi lembrado quando Inter comparou as defesas de 2018 e 2019 Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Do UOL, em Porto Alegre

28/01/2019 04h00

A lista de gols sofridos pelo Internacional com origem na bola parada aumentou. Contra o São José-POA, a defesa falhou de novo no quesito e chegou a três gols sofridos da mesma forma no início do Gauchão. Para a comissão técnica, é uma questão de ajuste e que também se explica pelas saídas de Fabiano e Leandro Damião.

O lateral direito não teve empréstimo renovado e o centroavante trocou o Inter pelo Kawasaki Frontale, do Japão, após final de contrato.

"Se a gente visualizar do final do ano passado, perdemos dois jogadores importantes nesse setor. Damião e Fabiano. Eles traziam situações importantes. Estamos tentando repor isso com características diferentes", disse Odair Hellmann, treinador do Inter. Ao longo do Campeonato Brasileiro de 2018, Fabiano tomou a posição de Zeca e o Inter viveu dias de solidez defensiva.

"Eles saíram e eram peças importantes, tinham entrosamento. Mas não podemos focar nisso. Precisamos treinar, procurar formas de conter isso. É algo que vem com o tempo e agora foi o terceiro jogo. A gente treinou nisso essa semana, foi o que mais treinamos", citou Marcelo Lomba, goleiro do Internacional.

Fabiano tem 1,88m e Leandro Damião 1,87m. No elenco atual, a lateral direita tem sido ocupada por Bruno José, Emerson Santos ou Bruno. O mais alto deles é Emerson Santos, que jogou improvisado nos minutos finais do jogo com o São Luiz-RS e está lesionado.

"Às vezes não precisa ser alto, mas ter boa imposição. Estamos tentando visualizar isso para estancar essa situação de gols. No ano passado, levamos poucos gols assim. Agora é tentar solução, procurar características para não levar mais esse tipo de gol", comentou Odair.

Diante do Pelotas, Dão e Felipe marcaram. Contra o São José-POA, foi a vez de Tássio achar espaço suficiente para desviar e balançar as redes do Inter.

O Internacional volta a campo na quarta-feira, contra o Veranópolis, fora de casa. No dia 4, recebe o Brasil de Pelotas no estádio Beira-Rio.