PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dorival critica postura do SP em derrota para o Flu: "Apatia preocupa"

Do UOL, em São Paulo

19/10/2017 00h39

Dorival Júnior ficou irritado com o rendimento abaixo do esperado do São Paulo na derrota por 3 a 1 para o Fluminense, nesta quarta-feira, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Em vez de culpar erros da arbitragem, o treinador preferiu assumir a responsabilidade e criticar a apatia dos jogadores durante os 90 minutos da partida.

"Essa apatia realmente preocupa. O próprio Hernanes colocou ao final do jogo. O problema é técnico? Garra, gana, falta de vontade? Não. Mas houve uma apatia geral. Poderia fechar o olho e fazer três mudanças pela forma como atuamos. O time fez um jogo totalmente diferente de sábado. A responsabilidade é toda do treinador. Mas é natural criar expectativa em relação ao que apresentamos no jogo anterior", disse o técnico.

O Fluminense abriu o placar com um gol de pênalti, após Júnior Tavares colocar a mão na bola. Logo na sequência, Rodrigo Caio foi derrubado por Scarpa em uma dividida. O jogador da equipe carioca invadiu a área, cortou Júnior Tavares e mandou para a área. Sornoza completou para o gol. Os são-paulinos reclamaram de falta no zagueiro no início do lance, mas o juiz nada marcou. Mesmo assim, Dorival inocentou o árbitro.

"O pênalti existiu, houve o toque na mão. Houve a falta no lance no Rodrigo Caio e os árbitros estavam bem posicionados. Mas eles não têm culpa. Não tem como culpar a arbitragem. O resultado é nosso. Ainda que tenha acontecido algo que interferiu no segundo gol, o principal causador foi a nossa atuação, mesmo reconhecendo o mérito do Fluminense. Nós deixamos de produzir, ainda que tenha o erro. É inaceitável a maneira que nós atuamos", afirmou Dorival.

"Para uma equipe que precisa do resultado é normal que isso faça com que todos nós saíamos revoltados com o que deixamos de fazer", completou o treinador.

Na rodada anterior, o São Paulo havia derrotado o Atlético-PR por 2 a 1. Por isso, havia a expectativa de a equipe engatar uma sequência positiva nesta quarta-feira. No entanto, Dorival não viu relaxamento de seus pupilos.

"Por tudo que já aconteceu não podemos criar expectativa, temos de trabalhar dobrado para que isso se materialize e para que possamos fazer resultado em sequência, não houve relaxamento em momento algum. Nossa preocupação era muito grande porque queríamos repetir a apresentação anterior", disse Dorival.

Esporte