PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Lucas Fernandes diz que fisgada não preocupa, mas SP fará exames

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo (SP)

25/07/2017 04h00

Cada vez mais utilizado no elenco profissional, o meia Lucas Fernandes voltou a marcar um gol depois de mais de um ano no São Paulo. O garoto de 19 anos foi o herói do empate em 1 a 1 com o Grêmio nesta segunda-feira, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. O problema é que a partida no Morumbi também trouxe uma preocupação sobre o armador, que saiu de campo reclamando de fisgada na coxa esquerda.

Chamado pelo técnico Dorival Júnior no intervalo para substituir o argentino Jonatan Gómez, Lucas fazia partida discreta quando aproveitou rebote de Marcelo Grohe e chutou de esquerda para o fundo gol. O último tento da promessa havia sido na primeira rodada do Brasileirão de 2016, de falta, contra o Botafogo. No fim do jogo, o jovem conversou com o médico José Sanchez e ficou definido que exames serão realizados nesta terça-feira.

"Senti uma leve fisgada no primeiro lance, em uma dividida, mas acho que não é nada grave. Por isso consegui continuar, não tinha como ficar fora nesse momento. Amanhã [terça] vamos olhar melhor para saber o que é. O gol foi importante para mim, estava precisando. Fico feliz por ser o primeiro meu no Morumbi e ainda com casa cheia", contou o camisa 29, exaltando os mais de 51 mil presentes no Morumbi. 

Lucas Fernandes chegou ao décimo jogo na temporada, o sexto no Brasileirão e o 23º como profissional do Tricolor. Fez ainda três das quatro partidas sob o comando de Dorival, sempre entrando no segundo tempo. Para este duelo contra o Grêmio, havia uma dúvida se ele sairia como titular, mas o técnico optou por Marcinho na vaga do lesionado Wellington Nem.

Além de dois gols, Lucas Fernandes também tem duas assistências pelo time principal do Tricolor, ambas em 2016.

Esporte