PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com espírito de liderança, Fred assume braçadeira de capitão no Atlético-MG

Fred já foi capitão do Atlético-MG uma vez, contra o Vitória - Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Fred já foi capitão do Atlético-MG uma vez, contra o Vitória Imagem: Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

21/10/2016 19h38

Com Leonardo Silva fora o restante da temporada, o goleiro Victor aparecia como opção natural para ser o capitão do Atlético-MG na sequência da temporada. Aliás, foi o goleiro que ficou com a braçadeira após a saída de Leonardo Silva, na partida com o Juventude. Mas o técnico Marcelo Oliveira já decidiu que Fred é o novo capitão do Atlético.

“Em relação ao capitão, temos o Victor, que já foi capitão, mas como eu acho que o goleiro tem que estar muito concentrado no jogo e não deve sair muito, será o Fred neste jogo”, explicou o treinador atleticano.

Fred chegou ao Atlético em junho e tem apenas 22 partidas com a camisa alvinegro. No entanto, o espírito de liderança do atacante é visto durante a partida. Fred é sempre um dos jogadores que mais orienta os companheiros e até pressiona a arbitragem.

Mas se no Brasileirão a faixa de capitão do Atlético vai ficar com Fred, na Copa do Brasil vai ser preciso escolher outro jogador. Como o centroavante já atuou pelo Fluminense e não pode jogar o torneio pelo Atlético, Marcelo terá de fazer uma nova escolha. Assim, Robinho aparece como um dos possíveis candidatos, já que Marcelo não gosta de ter um goleiro capitão.

Curiosamente, os três títulos nacionais de Marcelo Oliveira foram levantados por goleiros. Fábio era o capitão do Cruzeiro bicampeonato brasileiro em 2013 e 2014. Já em 2015, quando o Palmeiras venceu a Copa do Brasil, coube a Fernando Prass a missão de levantar o troféu.

Esporte