PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Corinthians consegue renda recorde, mas torcida protesta contra preço alto

Adriano Wilkson, Guilherme Costa e Rodrigo Mattos

Do UOL, em São Paulo

18/05/2014 17h48

O primeiro jogo da história do Itaquerão, entre Corinthians e Figueirense, já deu ao clube do Parque São Jorge a maior renda de sua história. Ao todo, 36.123 pagantes foram até a Zona Leste de São Paulo para a inauguração oficial do estádio, que gerou uma renda de R$ 3,02 milhões. A torcida, porém, não saiu satisfeita. 

"Ei Andrés, aqui não tem burguês", gritaram as organizadas após a derrota por 1 a 0 para o Figueirense, sem perdoar também o presidente Mário Gobbi. 

O preço do setor sul onde estão as organizadas custou R$ 50,00. Com o sócio torcedor, poderiam pagar até R$ 35,00. São valores superiores aos cobrados no Pacaembu. Mas o clube precisa de arrecadação de bilheteria para pagar os custos da obra, afinal, acumulou uma dívida de R$ 750 milhões.

Os números foram divulgados pelo próprio Corinthians, como manda o Estatuto do Torcedor, durante a partida. O valor é maior já alcançado pelo clube alvinegro em toda a sua história. Até então, a melhor arrecadação corintiana havia sido em 2010, na eliminação diante do Flamengo na Copa Libertadores, no Pacaembu. Na ocasião, a partida reuniu pouco mais de 35 mil pessoas e gerou R$ R$ 2,9 milhões. 

O valor já estava previsto pela diretoria do Corinthians e se deve aos valores altos que foram praticados para este domingo. De 35 mil a 40 mil ingressos foram colocados à venda (o clube não informou a carga exata), e os preços variaram de R$ 50 a R$ 400. 

A majoração em relação ao que se costuma cobrar no Pacaembu foi grande. No estádio municipal, três setores cobravam o ingresso com o menor preço para o sócio-torcedor. Além disso, setores equivalentes, para clientes de poder aquisitivo médio, saltaram de R$ 70 para R$180.

Ciente do problema, a Gaviões da Fiel já ensaiava o protesto desde a divulgação dos valores. A torcida chegou a divulgar um manifesto cobrando uma mudança de postura da diretoria, alegando que isso pode afastar o torcedor popular do estádio. 

Neste domingo, porém, a procura foi tão grande que uma multidão ficou fora do estádio, em busca de entradas. Cambistas chegaram a tentar negociar bilhetes de setores mais baratos por até R$ 400. Depois do apito inicial, dezenas de torcedores tentaram ver o jogo pelo telão, do lado de fora, mas foram afastados pela Polícia Militar. 

Antes do jogo, Andrés foi homenageado pelos torcedores do lado leste, que pagaram bem mais caro pelos bilhetes. Os corintianos dos assentos inferiores pagaram R$ 180,00 pelos bilhetes e gritaram o nome do dirigente quando ele entrou no meio do campo.

Esporte