PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Ex-chefe da Fórmula 1, Ecclestone critica modo como Hamilton age e se veste

Lewis Hamilton no pódio do GP da Rússia após terceiro lugar na corrida em Sochi - Kirill Kudryavtsev/Reuters
Lewis Hamilton no pódio do GP da Rússia após terceiro lugar na corrida em Sochi Imagem: Kirill Kudryavtsev/Reuters

De UOL, em São Paulo

08/10/2020 12h31

O ex-chefe da Fórmula 1 Bernie Ecclestone criticou o trabalho e até a maneira jovial que Lewis Hamilton tem de se vestir. As críticas começaram porque o piloto ativista do movimento negro está perto de bater o recorde do alemão Michael Schumacher.

"Basta ver a maneira que Hamilton se veste. Se eu não soubesse que ele é piloto, nunca saberia. Bastava olhar para Schumacher e Piquet para saber o que faziam. Estavam vestidos para o papel", disse ele.

Vale lembrar que além de piloto, Hamilton também possui uma grife de roupas que leva o seu nome - a TommyXLewis.

"Ei, mundo. Espero que todos tenham tido um bom fim de semana. Já comecei a usar algumas das novas peças da minha coleção #TommyXLewis, agora que o inverno se aproxima. Se ainda não o fez, dê uma olhada na coleção", escreveu ele para divulgar as novas peças da sua coleção.

"Schumi ganhava sozinho"

Além das críticas de cunho pessoal, o ex-comandante da maior entidade do automobilismo desmereceu as conquistas de Hamilton e disse que as vitórias de Schumacher tiveram um sabor diferente.

"Schumi dirigia sozinho. Já Hamilton recebe ajuda de pessoas que o auxiliam na questão de pressão dos pneus e velocidade nas curvas", alfinetou Ecclestone.

Dono do recorde absoluto, com 91 vitórias na Fórmula 1, Schumacher poderá ter a marca superada pelo piloto inglês justamente na Alemanha.

No próximo domingo, no circuito de Nurburgring, no Grande Prêmio de Eifel, Hamilton terá mais uma oportunidade de se colocar como o maior vencedor da história da modalidade.

"Você não pode dizer nada de ruim sobre Lewis, não se pode dizer que ele não é bom. A questão não é essa", finalizou Ecclestone.

Fórmula 1