PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1


Fórmula 1

Amigo cria vaquinha para evitar que ex-piloto de F1 tenha a perna amputada

Martin Donnelly piloto por Arrows e Lotus na Fórmula 1, abandonando a categoria após um grave acidente em 1990 - Pascal Rondeau/Getty Images
Martin Donnelly piloto por Arrows e Lotus na Fórmula 1, abandonando a categoria após um grave acidente em 1990 Imagem: Pascal Rondeau/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

10/07/2019 18h52

Martin Donnelly, ex-piloto de Fórmula 1, corre o risco de ter parte da perna esquerda amputada após sofrer um acidente motociclístico na Irlanda. A informação foi divulgada por Jonathan Lewis, amigo do ex-competidor da Lotus, em um site de crowdfunding criado para pagar as despesas de Donnelly.

O irlandês teve uma carreira modesta na F-1. Em 1989, substituiu Derek Warwick na Arrows no GP da França, conseguindo o 12º lugar. No ano seguinte, foi escalado como titular da Lotus ao lado do próprio Warwick, perdendo a vaga para Johnny Herbert após um grave acidente nos treinos para o GP da Espanha que custou sua permanência na categoria.

Em 28 de setembro de 1990, nos treinos livres de sexta-feira em Jerez de la Frontera, a Lotus de Donnelly se partiu ao meio após uma forte batida. O piloto, preso ao banco, ficou deitado na pista, desacordado e com fraturas de membros inferiores. Exames posteriores apontaram lesões também no crânio e nos pulmões do corredor. Os médicos chegaram a cogitar a amputação da perna em questão, mas o procedimento acabou evitado.

Afastado do automobilismo por uma década, o irlandês voltou a correr em 2000, e vinha desde então participando de pequenos eventos - como competidor ou como dirigente. Além disso, trabalha como instrutor de pilotagem para jovens pilotos.

Irlandês sofreu grave acidente em treinos para o GP da Espanha de 1990; depois disso, não voltou à F-1 - Reprodução
Irlandês sofreu grave acidente em treinos para o GP da Espanha de 1990; depois disso, não voltou à F-1
Imagem: Reprodução

Porém, Donnelly corre novamente o risco de perder a perna. Segundo seu amigo Jonathan Lewis, o irlandês sofreu um acidente de moto na quinta-feira quando participava de uma viagem na Irlanda para arrecadar fundos para o combate ao câncer de adolescentes - em baixa velocidade, ele caiu de sua moto e foi atingido por outro motociclista. A solução: criar um crowdfunding para ajudá-lo a pagar suas contas (pessoais e médicas) do período em que estará afastado.

"Isto é algo que tenho que fazer para ajudar Martin. Todos nós conhecemos e amamos Martin, mas quantos de vocês sabiam que ele nunca conseguiu dinheiro na Fórmula 1? Ele trabalha feito um louco toda semana dando aulas (de pilotagem) e fazendo o que pode para pagar suas contas. Ele não vai ficar feliz quando descobrir que eu comecei esta página, já que é um cara orgulhoso. Mas, como dizem, ter orgulho não vai pagar suas contas com o médico e com a recuperação", explicou Jonathan no site.

Martin Donnelly foi hospitalizado após sofrer acidente de moto em evento beneficente na Irlanda - Divulgação
Martin Donnelly foi hospitalizado após sofrer acidente de moto em evento beneficente na Irlanda
Imagem: Divulgação

Segundo o amigo, a perna esquerda de Donnelly carrega sequelas ainda hoje do acidente sofrido em Jerez, em 1990. "Quero ser totalmente honesto: há uma possibilidade real de Martin perder sua perna, pela qual ele tem lutado durante 30 anos", contou. Donnelly foi operado após o acidente na Irlanda, mas contraiu uma infecção hospitalar.

"A cada dia, a coisa parece pior, não melhor. Basicamente, Martin não poderá trabalhar por pelo menos três meses, e ele não tem uma poupança para isso. Por favor, amigos do automobilismo e fãs de Martin podem doar qualquer valor para ajudá-lo. Cada centavo que conseguirmos irá diretamente para Martin, para suas despesas pessoais e contas médicas, enquanto ele não puder trabalhar. Ele vai me matar por fazer isso. Mas é uma emergência que precisa de ajuda", encerrou.

A página foi criada ontem, com a meta de arrecadar 50 mil libras (pouco menos de R$ 235 mil). No primeiro dia, mais de 35 mil libras (mais de R$ 167 mil) foram doadas ao ex-piloto de F-1. Nomes de destaque do automobilismo, como Johnny Herbert e Dario Franchitti, divulgaram a campanha nas redes sociais.

Fórmula 1